Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/6594
Título: 28 - Emigração portuguesa: um fenómeno estrutural
Autor: Cepeda, Francisco J.T.
Data: 1995
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária
Citação: Cepeda, Francisco J.T. (1995) - Emigração portuguesa: um fenómeno estrutural. Bragança: Instituto Politécnico, Escola Superior Agrária. (Série Estudos; 28). ISBN 972-745-024-5
Relatório da Série N.º: Estudos;28
Resumo: As migrações internacionais constituiram-se, ao longo dos tempos, como uma componente fundamental e constante das actividades socioeconómicas e políticas do homem no mundo. As primeiras migrações de longa distância foram motivadas por causas físicas e envolveram grupos numerosos, como foi o caso dos Godos, Vândalos e outras tribos que se dirigiram para a Europa na altura em que o Império Romano se aproximava do fim. Em plena era moderna (século XVI), as migrações de longa distância processavam-se ele um país para outro, sendo este movimento realizado por pessoas isoladas ou em pequenos grupos. As motivações para estes movimentos migratórios eram as mais diversas possíveis: − espírito de aventura; − fuga à fome, às intempéries, às perseguições políticas e religiosas; − procura de solos férteis e terras menos povoadas; − tentativa ele arranjar emprego em países mais desenvolvidos; − melhoria das condições de trabalho c de salário; − acumulação de poupanças com vista a um certo desafogo − económico; − satisfação de uma necessidade de conhecer novas terras;.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/6594
ISBN: 972-745-024-5
Aparece nas colecções:Série Estudos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
emigração portuguesa.pdf11,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.