Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5710

Título: Efeito da técnica de mobilização do solo em sistemas florestais no escoamento superficial e na produção de sedimento
Autor: Fonseca, Felícia
Figueiredo, Tomás de
Guerra, Alzira
Martins, Afonso
Issue Date: 2004
Citação: Fonseca, Felícia; Figueiredo, Tomás; Guerra, Alzira; Martins, Afonso (2004) - Efeito da técnica de mobilização do solo em sistemas florestais no escoamento superficial e na produção de sedimento. In I Congresso Ibérico da Ciência do Solo. Bragança
Resumo: As florestas proporcionam uma cobertura vegetal eficaz no controlo da perda de solo e é nas áreas florestadas que se observam menores taxas de erosão. No entanto, a fase de instalação dos povoamentos florestais e as fases iniciais do desenvolvimento das árvores são críticas, dado que, normalmente, a vegetação nestas fases ainda não assegura uma cobertura suficientemente eficaz. Contudo, o tipo de técnica de preparação do solo aplicada na instalação dos povoamentos pode ter um papel importante na minimização destes riscos. Com o objectivo de comparar a eficiência no controlo da erosão, aplicaram-se 6 técnicas de preparação do solo (tratamentos) na instalação de um povoamento misto (Pseudotsuga mensiezii e Castanea sativa), em Lamas de Podence, concelho de Macedo de Cavaleiros, a cerca de 700 m de altitude, acompanhando-se o escoamento superficial e a produção de sedimento durante dois anos. O delineamento experimental incluiu 3 blocos, correspondendo a diferentes situações topográficas (planalto, encosta de declive moderado, encosta de declive acentuado), onde foram distribuídos aleatoriamente os tratamentos em parcelas com área de 375 m2 cada. Optou-se pelos seguintes tratamentos na instalação do povoamento: (1) plantação à cova sem mobilização prévia (SMPC); (2) ripagem contínua seguida de passagem com riper equipado de aivequilhos (RCAV); (3) sem ripagem prévia e armação do terreno em vala e cômoro (SRVC); (4) ripagem localizada e armação do terreno em vala e cômoro (RLVC); (5) ripagem contínua e armação do terreno em vala e cômoro (RCVC); (6) ripagem contínua seguida de lavoura profunda contínua (RCLC) e ainda dois tratamentos testemunha: (7) testemunha, terreno original (TSM0); (8) testemunha de erosão, ripagem contínua no sentido do maior declive (TERO). A água de escoamento e o sedimento transportado, foram colhidos após cada período de precipitação (evento) em micro-parcelas de cerca de 2,5 m2 de área, com duas repetições por tratamento e bloco. Os resultados apresentados referem-se aos primeiros vinte eventos, num total de cerca de 1800 mm de precipitação nos dois anos. O escoamento superficial e a produção de sedimento na situação original (TSMO) foram em média de 3,4 mm e 11,6 g m-2, por ano, respectivamente. Nas áreas submetidas a preparação do terreno e plantadas, os valores médios foram superiores 2,5 a 7 vezes, no caso do escoamento, e 5 a 11,5 vezes, na produção de sedimento. Como esperado, a perda de solo foi superior no tratamento TERO (equivalente a 2,3 t ha-1 ano-1). O efeito das técnicas de preparação do terreno na produção de sedimento e no escoamento superficial não é muito expressivo; no entanto, estas variáveis tendem a aumentar com a intensidade da mobilização. Efeitos locais, ao nível da micro-parcela, como o declive e a rugosidade superficial, contribuem para explicar os resultados obtidos.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5710
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Fonseca et al ICICS Erosão Bragança 2004.pdf365,3 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia