Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5704

Título: Efeito da ripagem prévia seguida de armação do terreno em vala e cômoro na sobrevivência, crescimento e potencial hídrico foliar das espécies Pseudotsuga menziesii (Mirb.) Franco e Castanea sativa Mill. em jovens povoamentos florestais
Autor: Fonseca, Felícia
Martins, Afonso
Figueiredo, Tomás de
Nogueira, Clotilde
Guerra, Alzira
Issue Date: 2008
Editora: CICS2008
Citação: Fonseca, Felícia; Martins, Afonso; Figueiredo, Tomás; Nogueira, Clotilde; Guerra, Alzira (2008) - Efeito da ripagem prévia seguida de armação do terreno em vala e cômoro na sobrevivência, crescimento e potencial hídrico foliar das espécies Pseudotsuga menziesii (Mirb.) Franco e Castanea sativa Mill. em jovens povoamentos florestais. In III Congresso Ibérico da Ciência do Solo. Évora.
Resumo: Na região mediterrânica, onde o período seco é longo e com riscos de se intensificar no futuro, a disponibilidade de água constitui o principal factor limitante à sobrevivência e ao crescimento vegetal. Nestes ambientes, é frequente encontrar solos com fraca capacidade de suporte radical, elevado conteúdo de elementos grosseiros e baixo teor em matéria orgânica, o que tende a limitar o armazenamento de água no perfil do solo, pelo que o sucesso das plantações passa nessas situações, por uma melhoria local da disponibilidade de água através de técnicas de preparação do terreno. Estas, quando conduzidas de forma apropriada, podem beneficiar a sobrevivência e crescimento inicial, e posteriores crescimentos em diâmetro e altura, em comparação com áreas não mobilizadas, por aumento da espessura de enraizamento e redução da competição. Com o propósito de contribuir para o esclarecimento do efeito da ripagem prévia do solo na resposta das plantas (aqui traduzida pelo crescimento em altura e diâmetro, sobrevivência e potencial hídrico foliar), efectuou-se um estudo em povoamentos mistos de Pseudotsuga menziesii (PM) e Castanea sativa (CS) instalados com diferentes intensidades de ripagem prévia seguida de armação do terreno em vala e cômoro, nos seguintes tratamentos: sem ripagem; (SR); ripagem localizada (RL); ripagem contínua (RC). Na avaliação do crescimento e mortalidade das espécies PM e CS, foi observado o estado das plantas e realizadas medições da altura total da parte aérea e diâmetro do caule ao nível do solo de todas as plantas, imediatamente após a plantação e aos 12, 24, 27, 30, 36, 39, 42 e 72 meses. Contabilizou-se a mortalidade antes e depois do período estival, por contagem das plantas mortas, no ano da plantação (2002), nos anos das retanchas (2003 e 2004) e no ano 2005. O potencial hídrico foliar de base, foi medido antes do nascer do sol nas cinco melhores árvores por tratamento e em duas folhas por árvore, no período estival dos anos 2003, 2004 e 2005. Nos tratamentos SR e RL a mortalidade é inferior a 35%, atingindo valores de cerca de 45% no tratamento RC, sendo sempre mais elevada na espécie PM. No tocante aos parâmetros de crescimento das árvores (altura e diâmetro), a intensidade da ripagem mostrou influência negativa, particularmente na espécie CS, seguindo a sequência SR>RL>RC. Os potenciais hídricos foliares de base situam-se acima de –1,00 MPa e, como tal, dentro das condições naturais da vegetação arbórea, mostrando forte dependência do acréscimo do teor de humidade do solo, resultante das precipitações estivais. Quer a taxa de sobrevivência, quer os crescimentos em altura e diâmetro, mostram boa relação com a espessura efectiva, mas mostram-se independentes da ripagem, segundo a sequência SR>RL>RC. Os resultados colocam em evidência a importância da melhoria das condições de enraizamento em profundidade nos primeiros anos de estabelecimento das plantas, e mostram a ineficácia da ripagem prévia neste processo, o que se traduz na possibilidade de redução de custos e de diminuição de impactes da mobilização no solo.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5704
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Fonseca et al IICICS Évora Esp Flo 2008.pdf542 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia