Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5704

Título: Efeito da ripagem prévia seguida de armação do terreno em vala e cômoro na sobrevivência, crescimento e potencial hídrico foliar das espécies Pseudotsuga menziesii (Mirb.) Franco e Castanea sativa Mill. em jovens povoamentos florestais
Autor: Fonseca, Felícia
Martins, Afonso
Figueiredo, Tomás de
Nogueira, Clotilde
Guerra, Alzira
Issue Date: 2008
Editora: CICS2008
Citação: Fonseca, Felícia; Martins, Afonso; Figueiredo, Tomás; Nogueira, Clotilde; Guerra, Alzira (2008) - Efeito da ripagem prévia seguida de armação do terreno em vala e cômoro na sobrevivência, crescimento e potencial hídrico foliar das espécies Pseudotsuga menziesii (Mirb.) Franco e Castanea sativa Mill. em jovens povoamentos florestais. In III Congresso Ibérico da Ciência do Solo. Évora.
Resumo: Na região mediterrânica, onde o período seco é longo e com riscos de se intensificar no futuro, a disponibilidade de água constitui o principal factor limitante à sobrevivência e ao crescimento vegetal. Nestes ambientes, é frequente encontrar solos com fraca capacidade de suporte radical, elevado conteúdo de elementos grosseiros e baixo teor em matéria orgânica, o que tende a limitar o armazenamento de água no perfil do solo, pelo que o sucesso das plantações passa nessas situações, por uma melhoria local da disponibilidade de água através de técnicas de preparação do terreno. Estas, quando conduzidas de forma apropriada, podem beneficiar a sobrevivência e crescimento inicial, e posteriores crescimentos em diâmetro e altura, em comparação com áreas não mobilizadas, por aumento da espessura de enraizamento e redução da competição. Com o propósito de contribuir para o esclarecimento do efeito da ripagem prévia do solo na resposta das plantas (aqui traduzida pelo crescimento em altura e diâmetro, sobrevivência e potencial hídrico foliar), efectuou-se um estudo em povoamentos mistos de Pseudotsuga menziesii (PM) e Castanea sativa (CS) instalados com diferentes intensidades de ripagem prévia seguida de armação do terreno em vala e cômoro, nos seguintes tratamentos: sem ripagem; (SR); ripagem localizada (RL); ripagem contínua (RC). Na avaliação do crescimento e mortalidade das espécies PM e CS, foi observado o estado das plantas e realizadas medições da altura total da parte aérea e diâmetro do caule ao nível do solo de todas as plantas, imediatamente após a plantação e aos 12, 24, 27, 30, 36, 39, 42 e 72 meses. Contabilizou-se a mortalidade antes e depois do período estival, por contagem das plantas mortas, no ano da plantação (2002), nos anos das retanchas (2003 e 2004) e no ano 2005. O potencial hídrico foliar de base, foi medido antes do nascer do sol nas cinco melhores árvores por tratamento e em duas folhas por árvore, no período estival dos anos 2003, 2004 e 2005. Nos tratamentos SR e RL a mortalidade é inferior a 35%, atingindo valores de cerca de 45% no tratamento RC, sendo sempre mais elevada na espécie PM. No tocante aos parâmetros de crescimento das árvores (altura e diâmetro), a intensidade da ripagem mostrou influência negativa, particularmente na espécie CS, seguindo a sequência SR>RL>RC. Os potenciais hídricos foliares de base situam-se acima de –1,00 MPa e, como tal, dentro das condições naturais da vegetação arbórea, mostrando forte dependência do acréscimo do teor de humidade do solo, resultante das precipitações estivais. Quer a taxa de sobrevivência, quer os crescimentos em altura e diâmetro, mostram boa relação com a espessura efectiva, mas mostram-se independentes da ripagem, segundo a sequência SR>RL>RC. Os resultados colocam em evidência a importância da melhoria das condições de enraizamento em profundidade nos primeiros anos de estabelecimento das plantas, e mostram a ineficácia da ripagem prévia neste processo, o que se traduz na possibilidade de redução de custos e de diminuição de impactes da mobilização no solo.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5704
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Fonseca et al IICICS Évora Esp Flo 2008.pdf542 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE