Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3006
Title: Efeito da adubação azotada, fosfatada e potássica na cultura da batata. Produtividade e eficiência de uso dos nutrientes
Authors: Arrobas, Margarida
Rodrigues, M.A.
Issue Date: 2009
Publisher: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Citation: Arrobas, Margarida; Rodrigues, Manuel (2009) - Efeito da adubação azotada, fosfatada e potássica na cultura da batata. Produtividade e eficiência de uso dos nutrientes. Revista de Ciências Agrárias. ISSN 0871-018X. XXXI:1, p. 101-111
Abstract: São apresentados resultados de ensaios de fertilização com azoto, fósforo e potássio na cultura da batata, que decorreram em Bra- gança, na Quinta de Stª Apolónia, em 2002. Três experiências independentes, uma por elemento fertilizante, foram organizadas de forma completamente casualizada. O fósfo- ro e o potássio foram aplicados em quatro doses (0, 50, 100 e 200 kg/ha expressos em P2O5 e K2O e o azoto foi aplicado em cinco doses (0, 50, 100, 200 e 400 kg/ha). De cada tratamento foram realizadas três repetições. Os fertilizantes foram aplicadas em fundo, na forma de superfosfato de cálcio (18% de P2O5), cloreto de potássio (60% de K2O) e ureia (45% de N). A produção de tubérculos atingiu 42 Mg/ha nas modalidades mais produtivas. A adubação fosfatada não influenciou a produção de forma significati- va (a < 0,05). Com a adubação potássica conseguiram-se aumentos na produção de tubérculos, relativamente à testemunha, superiores a 8 Mg/ha. O efeito foi estatisti- camente significativo até 100 kg K2O/ha. A adubação azotada induziu aumentos da mesma ordem de grandeza do potássio, 8 Mg/ha relativamente à testemunha, com diferenças significativas entre tratamentos. As curvas de resposta da produção de tubér- culos ao N e K aderiram ao modelo expo- nencial assimptótico, significando aumentos de produção para doses moderadas dos ele- mentos e estabilização em patamar para as doses mais elevadas. Nenhum dos elemen- tos influenciou, de forma significativa, o teor de matéria seca dos tubérculos. O azoto e o potássio exerceram influência significa- tiva nos calibres. Indicadores do estado nutritivo das plantas, designadamente con- centração de nitratos nos pecíolos e valores clorofila-SPAD, reflectiram com elevada sensibilidade a reduzida eficiência de uso do azoto. Results from fertilisation field trials with nitrogen, phosphorus and potassium on po- tato crop are presented. The study was car- ried out in Sta Apolónia farm, NE Portugal, in 2002. Three independent experiments, one for each nutrient, were organized in completely randomized designs. Phosphorus treatments included 0, 50, 100 and 200 kg P2O5/ha. Potassium treatments were 0, 50, 100, 200 kg K2O/ha and N treatments 0, 50, 100, 200 and 400 kg N/ha. Calcium su- perphosphate (18 % P2O5), potassium chlo- ride (60 % K2O) and urea (45 % N), in rates according to the above-mentioned treat- ments, were broadcast and incorporated in their respective plots with pre-planting till- age. The higher tuber yield recorded for all treatments reached 42 Mg/ha. Phosphorus rate did not significantly (α < 0,05) influ- ence tuber yield, while with potassium and nitrogen fertilisation a significant increase of 8 Mg/ha above the control was recorded. Exponential asymptotic equations were used to fit the crop response to applied K and N. The response curves show an initial increase on tuber yield, followed by a progressive at- tenuation as the nutrient rate increase and stabilising in an extended plateau for the higher nutrient rates. None of the elements influenced the size and the dry matter per- centage of the tubers. Petiole nitrate concen- trations and chlorophyll SPAD readings, performed with the portable tools: RQflex reflectometer and SPAD-502 chlorophyll meter, showed correspondence with fertil- iser-N treatments. Thus, they can be used to diagnose the N nutritional status of crop. The N, P and K use efficiency was very low, stressing the importance of sowing catch crops in the fall, following the harvest of the potato, in order to minimize environ- mental impacts mainly associated with re- sidual N.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/3006
ISSN: 0871-018X
Publisher Version: http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_issues&pid=0871-018X&lng=pt&nrm=iso
Appears in Collections:PTV - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NPK batata.pdf85,18 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.