Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/211
Título: 61 - Labirintos da escrita, labirintos da natureza em “As Terras do Risco” de Agustina Bessa-Luís
Autor: Genésio, Helena Maria Lopes Pires
Palavras-chave: Intertextualidade
Teoria da paródia
Fragmento
Escrita fragmentária
Agustina Bessa-Luís
Arabesco
Sonho
Criação poética
Data: 2002
Editora: Instituto Politécnico de Bragança
Relatório da Série N.º: Série Estudos
61
Resumo: Dos estudos levados a cabo pelos formalistas russos é importante referir o contributo de Mikhail Bakhtine pelas posições teóricas assumidas, determinantes para a questão intertextual e questões com ela relacionadas. Bakhtine dá uma atenção especial às ciências da linguagem; ele encontra neste domínio situações extremas no início dos anos 20. De um lado a estilística que advém da expressão do indivíduo; do outro lado a linguística estrutural nascente com Saussure que da linguagem, apenas retem a langue. É entre estas duas posições que se situa o autor e o seu objecto de estudo: o enunciado humano como produto da interacção entre a “langue” e o contexto da enunciação; contexto este que pertence à história. O enunciado não é, para Bakhtine, individual, ele pode e deve vir a ser objecto de estudo de uma nova ciência da linguagem a que ele chama translinguística.
URI: http://hdl.handle.net/10198/211
ISBN: 972-745-063-6
Aparece nas colecções:Série Estudos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
61 - Labirintos da escrita, labirintos da natureza em As terras de risco de Agustina Bessa-Luís.pdf261,9 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.