Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciência Animal >
CA - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6606

Título: Resultados produtivos de um rebanho explorado no NE de Portugal
Autor: Teixeira, A.
Issue Date: 1989
Editora: UTAD
Citação: Teixeira, A. (1989) - Resultados produtivos de um rebanho explorado no NE de Portugal. Anais da UTAD. ISSN 0874-7962. 3, p. 139-146
Resumo: São analisados os dado produtivos de um rebanho de ovinos dos grupos étnicos Churro Galego Bragançano c Churro Mondegueiro c dum grupo de fêmeas cruzadas Scotllsh Blackface x Bragançano, explorados num sistema extensivo no NE de Ponugal. No período de 19R6/R7 o grupo de fêmeas cruzadas foi colocado à cobrição com um carneiro da taça Suffolk; a fertilidade foi de 77% c a prolificidade de 1.1 c os borregos tiveram um crescimento médio diário de 190 g/dia desde do nascimento até ao desmame c de 309 gl dia desde o desmame ao abate. Os núcleos de ovelhas Bragançano c Mondegueiro foram sujeitas a duas épocas de cobrição. Na primeira ( 15 de Junho a 15 de Julho) a fertilidade foi de 91% c 86%, c a prolificidade de 1.45 e 1,63, respectivamente. Na segunda época de cobrição (15 de Dezembro a 15 de Janeiro) a fertilidade foi de 74 e 76% c a prolificidade de 1,61 e 1.76, respectivamente para os núcleos Bragançano e Mondegueiro. Os borregos resultantes da primeira época de cobrição apresentaram um aumento médio diário no período do nascimento ao desmame de :!.74 g/d ia, significativamente superior (P<-0001) ao apresentado pelos borregos resultantes da segunda época de cobrição, que foi de 235 g/dia. Para o mesmo período de crescimento os borregos Suffolk x Bragançano tiveram um aumento médio diário 53 g/dia superior (P<-0,01) aos Mondeguciros. No entanto foram os borregos machos nascidos de pano simples c do grupo Suffolk x Bragançano, os que apresentaram um crescimento significativamente superior (P<-0,01) a qualquer um dos outros grupos (368.5 g/dia). Em média os borregos nascidos de pano gemelar cresceram 104 g/dia menos (P<-0001) que os borregos resultantes de pano simples. Durante o período do nascimento ao desmame, o sexo foi um factor que não afectou o crescimento. No período de crescimento desde o desmame ao abate, foram igualmente os borregos da época de cobrição de IS de Junho a IS de Julho, os que apresentaram um crescimento 110,4 g/dia significativamente maior (P<-0.0001) ao dos borregos fruto da época de cobrição de 15 de Dezembro a 15 de Janeiro Por outro lado os borregos de pano simples tiveram um crescimento 66 g/dia superior (P<-0,01) aos borregos de parto gemelar e os machos 50 g/dia superior (P<-0,01) às fêmeas. Neste período de crescimento e à semelhança do período anterior foram os borregos Suffolk x Bragançano que cresceram significativamente mais (P<-0001) que os Mondegueiro. sendo os crescimentos verificados de 278,5 c 191,8 g/dia, respectivamente. Os resultados sugerem que a época de cobrição de 15 de Junho a 15 de Julho apresentou melhores parâmetros produtivos que a época de 15 de Dezembro a 15 de Janeiro.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6606
ISSN: 0874-7962
Appears in Collections:CA - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Anais UTAD (1988) 3 139-146.pdf1,58 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE