Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Produção e Tecnologia Vegetal >
PTV - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/2963

Título: Avaliação da disponibilidade de azoto da ureia e de correctivos orgânicos
Autor: Rodrigues, M.A.
Coutinho, João
Arrobas, Margarida
Martins, Fernando
Issue Date: 2000
Editora: Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo
Citação: Rodrigues, Manuel; Coutinho, João; Arrobas, Margarida; Martins, Fernando (2000) - Avaliação da disponibilidade de azoto da ureia e de correctivos orgânicos. In Encontro Anual da Ciência do Solo. Évora
Resumo: De forma a avaliar a disponibilidade de azoto (N) para as plantas. a partir da mineralização da ureia e de correctivos orgânicos, foram testados diversos métodos laboratoriais de incubação e extracção química. Ensaiaram-se as incubações aeróbia com areia (14 dias a 30 °C) e anaeróbia (7 dias a 40 °C). Como métodos de extracção química determinou-se o N total e ensaiaram-se os métodos do autoclave (121 °C e 15 atm), do KCI 2M (4 horas a 100 °C) e do tampão fosfato.’borato (pH 11,2). Os testes incidiram em misturas solo/fertilizante, de acordo com o delineamento de ensaios de campo que decorreram em Bragança nos anos de 1997 e 1998 com a cultura da batata. As modalidades eram constituídas pelos fertilizantes ureia (15), estrume de aviário (EA), estrume de bovino (EB) e fertor (F), aplicados em quantidades equivalentes a 100 kg N há-1 e pela testemunha (T). Foram encontradas relações lineares altamente significativas entre os resultados das incubações e o azoto exportado pelos tubérculos. Os coeficientes de determinação (r2) foram de 0,77 e 0,73 para a incubação aeróbia e anaeróbia, respectivamente. O método do KCI a quente deu indicação de se tratar do teste químico com maiores potencialidades para avaliar a disponibilidade de azoto nos fertilizantes orgânicos, tendo sido obtida urna relação linear altamente significativa (r2 = 0,93) com o N exportado pelos tubérculos.
URI: http://hdl.handle.net/10198/2963
Appears in Collections:PTV - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Orgânicos min.pdf101,53 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia