Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo >
Ciências Empresariais e Jurídicas >
CEJ - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/1314

Título: A nova gestão pública nos governos locais: o caso dos municípios dos distritos de Vila Real e Bragança
Autor: Rodrigues, Miguel
Palavras-chave: Nova gestão pública
Governação
Issue Date: 2005
Editora: Universidade do Minho
Citação: Rodrigues. Miguel - A nova gestão pública nos governos locais: o caso dos municípios dos distritos de Vila Real e Bragança. Braga: Universidade do Minho, 2005. Dissertação de Mestrado em Administração Pública
Resumo: Os modelos de Gestão Pública têm-se sucedido ao longo dos tempos, associados às mudanças das concepções de Estado, mais ou menos intervencionista. As últimas décadas têm representado um ataque ao modelo de gestão pública associado ao Estado de Providência Social. Acusando-o de ser ineficiente e demasiado lento a reagir as necessidades dos cidadãos e as mutações do meio onde se insere. Também é acusado de prejudicar o desenvolvimento e o crescimento económico. É tido como um meio que permite a criação de agentes e processos burocráticos que desenvolvem a sua actuação com um único propósito, o aumento do seu bem-estar e do seu poder. Diversas pressões de carácter económico, financeiro, político, ideológico, bem como o esgotamento das soluções protagonizadas por este modelo, condicionaram o aparecimento de um novo modelo de gestão, a Nova Gestão Pública. A NGP baseia-se então, na introdução de mecanismos de mercado e na adopção de ferramentas de gestão privada, na promoção de competição entre fornecedores de bens e serviços públicos, na expectativa da melhoria do serviço para o cidadão, no aumenta da eficiência e da flexibilização da Gestão. A NGP convida novos actores a serem parte activa do Estado de Providencia Social. Estas alterações, ao nível da Administração Central, acabaram por influenciar e condicionar a agenda da reforma e modernização administrativa dos Governos Locais. É nesta realidade que e a este nível que quisemos desenvolver o nosso trabalho, e perceber como foram sentidas as alterações induzidas pela NGP. Assim escolhemos a questão do fornecimento de bens e serviços públicos através de dois meios alternativos, (com diferenças entre si), à solução tradicional dos serviços municipalizados, a Concessão de Serviços Públicos e a opção pela constituição de Empresas Municipais. Dentro destas alternativas tentamos perceber como se substancia a aplicação da Nova Gestão Pública.
URI: http://hdl.handle.net/10198/1314
Versão do Editor: http://hdl.handle.net/1822/8142
Appears in Collections:CEJ - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese(2).pdf1,37 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE