Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/9412
Título: Qualidade do azeite e sua relação com a cultivar e o clima em Portugal
Autor: Melo-Abreu, J. Paulo de
Maia, F.B.
Vasconcelos, P.
Ribeiro, A.C.
Barba, N.G.
Barros, F.
Cordeiro, A.M.
Neves, A.
Palavras-chave: Oliveira
Olea europaea L.
Qualidade do azeite
Aquecimento global
Composição do azeite
Data: 2012
Editora: Associação Portuguesa de Horticultura
Citação: Melo-Abreu, J.P.M. de; Maia, F.B.; Vasconcelos, P.; Ribeiro, A.C.; Barba, N.W.G.; Barros, F.; Cordeiro, A.M.; Neves, A. (2012) - Qualidade do azeite e sua relação com a cultivar e o clima em Portugal. In VI Simpósio Nacional de Olivicultura. Mirandela
Resumo: A qualidade do azeite pode ser um elemento diferenciador, permitindo a prática de melhores preços num mercado cada vez mais competitivo. Os constituintes que mais têm sido apontados como tendo propriedades benéficas para a saúde são a composição acídica elevada em monoinsaturados, os valores elevados de tocoferóis, nomeadamente do atocoferol (vitamina E), e de polifenóis. A cultivar, a temperatura e o índice de maturação são variáveis que influenciam alguns dos parâmetros que estão associados à qualidade do azeite. No âmbito do projeto Futurolive, financiado pela FCT, as cultivares Arbequina, Cobrançosa, Galega, Picual e Verdeal foram ensaiadas em Mirandela, Santarém, Elvas e/ou Moncarapacho (Algarve) durante 2 anos. Fizeram-se medições nas plantas, na atmosfera e no solo. No azeite extraído em todas as localizações e olivais, fizeram-se análises detalhadas (análise sensorial, acidez, índice de peróxidos, espectrofotometria, horas rancimat, tocoferóis, polifenóis, esteróis, ácidos gordos totais, e triglicéridos). Todas as amostras foram classificadas como azeite Virgem Extra, obtiveram na análise sensorial uma classificação final igual ou superior a 6,5 e índices de peróxidos, na generalidade dos casos, muito inferiores a 20 meq 0 2 kg· 1 . As cultivares Picual e Verdeal distinguiram-se por valores muito superiores de horas de rancimat, A 'Cobrançosa' e 'Galega' apresentam os valores mais elevados de a-tocoferol. A concentração de polifenóis e de ácido oleico foi mais elevada na 'Verdeal' e 'Picual'. A localização parece ter influência nos teores de a-tocoferol, sendo que em Mirandela estes teores foram consistentemente mais elevados. Os teores de polifenóis são muito influenciados pelo índice de maturação. Relações entre a temperatura durante a maturação e as concentrações dos principais parâmetros associados à qualidade são apresentadas e discutidas. Consequências do aumento da temperatura devido às alterações climáticas são discutidas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/9412
Aparece nas colecções:CIMO - Resumos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Abstract IV Simposio Melo Abreu e al_2_2012 (Poster).pdf675,79 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.