Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/8162
Título: Disponibilidade de azoto e fósforo no solo em olival sujeito a diferentes sistemas de manutenção do solo
Autor: Arrobas, Margarida
Claro, Ana Marília
Ferreira, I.Q.
Rodrigues, M.A.
Palavras-chave: Olival
Cobertos vegetais
Azoto
Fósforo
Data: 2012
Editora: Bento, A.; Pereira, J.
Citação: Arrobas, M.; Claro, A.M.; Ferreira, I.Q.; Rodrigues, M.A. (2012) - Disponibilidade de azoto e fósforo no solo em olival sujeito a diferentes sistemas de manutenção do solo. In VI Simpósio Nacional de Olivicultura. Mirandela
Resumo: Diferentes sistemas de gestão do solo afetam significativamente a produção do olival de sequeiro. A aplicação de herbicidas não seletivos pós-emergência no início da Primavera é a estratégia mais efetiva no incremento da produção comparativamente com sistemas que preveem a mobilização do solo ou a gestão da vegetação com corte mecânico ou pastoreio. O efeito benéfico dos herbicidas pós-emergência parece ser devido ao fato de se conseguir uma boa proteção do solo durante o Inverno, um bom controlo da vegetação herbácea a partir da Primavera e por permitir que o sistema radicular se desenvolva próximo da superfície, na camada de solo de maior fertilidade. Neste trabalho estudou-se o efeito de diferentes sistemas de manutenção do solo (mobilização, herbicida pós-emergência e gestão da vegetação com pastoreio) em parâmeros da fertilidade do solo, designadamente a disponibilidade de azoto e fósforo. Foram colhidas amostras de terras sob e fora da influência da copa e usadas para conduzir ensaios em vasos onde foram cultivadas nabiça, (Brassica napus) e azevém italiano (Lolium multiflorum) sujeit as a soluções nutritivas sem azoto, sem fósforo e com ambos nutrientes. Determinou-se a produção de matéria seca das espécies herbáceas e a quantidade de nutrientes exportados. Os resultados evidenciaram o azoto como o principal elemento limitante da produtividade vegetal nestes agro-sistemas tendo o fósforo um papel mais modesto no desenvolvimento da vegetação. O efeito dos tratamentos é complexo devido a interações diversas e a diferenças na exportação de nutrientes na azeitona.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/8162
Aparece nas colecções:CIMO - Resumos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Disponibilidade de N e P em olival.pdf737,52 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.