Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/8017
Título: Estudo dos factores de risco na ocorrência de osteoporose
Autor: Dinis, Jairson C.
Orientador: Pereira, Ana I.
Fonseca, E.M.M.
Palavras-chave: Osteoporose
Risco de fractura óssea
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Citação: Dinis, Jairson Conceição (2012) - Estudo dos factores de risco na ocorrência de osteoporose. Bragança: Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Dissertação de Mestrado em Tecnologia Biomédica
Resumo: A osteoporose é uma doença músculo-esqueléticas progressiva. É considerada mundialmente como um problema de saúde pública que afecta um grande número de pessoas, em especial a população a partir dos 50 anos de idade e, maioritariamente mulheres. Por ser uma doença silenciosa, o primeiro sinal é geralmente, a ocorrência de fracturas, quando a doença já está instalada. Perante isto, é muito importante reconhecer quais os factores que contribuem para o aumento do risco de sofrer fracturas, de forma a poderem ser tomadas as devidas medidas preventivas. O padrão da ocorrência da osteoporose numa população pode estar relacionado com vários factores, incluindo factores sócioeconómicos, como o rendimento, o nível de escolaridade; e factores relacionados com o estilo de vida, como a dieta, a actividade física e a sua diversificação. Estes e outros aspectos têm sido cada vez mais identificados como determinantes na ocorrência de várias doenças, incluindo a osteoporose. O principal objectivo deste trabalho é estudar a influência de factores de risco na ocorrência da osteopenia e osteoporose. Os principais factores de risco considerados foram: a idade, idade da menopausa, índice da massa corporal, e alguns comportamentos alimentares. Em particular, estudou-se o comportamento de pacientes com idade superior a 60 anos e do género feminino. O risco de fractura, por fragilidade óssea, está associado ao grau de diminuição de massa óssea do indivíduo. Esse valor determina-se através da densidade mineral óssea (BMD). Com bases nos inquéritos obtidos na clínica Dr. Krug Noronha foi efectuada uma análise estatística e posteriormente foram feitas diversas propostas de modelação matemática para caracterizar o risco de fractura associada à osteoporose. Estas modelações foram testadas com novos dados, para averiguar a sua viabilidade. Durante o período de elaboração deste trabalho, o autor estagiou na clínica imagiologia do Dr. Telmo Moreno, com objectivo de se familiarizar, com as técnicas de densitometria. Osteoporosis is a disease of progressive skeletal muscle. It is regarded worldwide as a public health problem that affects a large number of people, especially people up on 50 years old and mostly women. Because it is a silent disease, the first sign is, usually, the occurrence of fractures, when the disease is already installed. In view of this, it is very important to recognize the factors that contribute to the increased fracture risk, so that it can be made appropriate preventative measures. The occurrence pattern of osteoporosis in a population may be related to several factors, including socio-economic factors such as income, educational attainment, and factors related to lifestyle such as diet, physical activity and its diversification. These and other aspects have increasingly been identified as determining the occurrence of various diseases, including osteoporosis. The main objective of this work is to study the influence of risk factors in the occurrence of osteopenia and osteoporosis. The main risk factors considered were: age, age at menopause, body mass index, and some eating behaviors. In particular, we studied the behavior of patients up on 60 years old and female gender. The risk of fracture is associated with the decrease degree in bone mass of the person. This value is determined by bone mineral density (BMD).With the bases obtained in clinical Dr. Krug Noronha investigations has been carried out statistical analysis and there are made several proposals for mathematical modeling to characterize the risk of fracture associated with osteoporosis. These modulations were tested with new data, to ascertain its viability. During the preparation of this work, the author interned in clinical imaging Telmo Dr. Moreno, aiming to become familiar with the densitometry techniques.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/8017
Aparece nas colecções:TB - Tecnologia Biomédica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Jairson Conceição Dinis.pdf1,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.