Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/7996
Título: Resistência a temperaturas elevadas de vigas parcialmente embebidas com betão
Autor: Gonçalves, Carlos Alberto de Jesus
Orientador: Piloto, P.A.G.
Palavras-chave: Vigas parcialmente embebidas (PEB)
Resistência a temperaturas elevadas
Ensaios de flexão
Estruturas mistas de aço e betão
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Citação: Gonçalves, Carlos Alberto de Jesus (2012) - Resistência a temperaturas elevadas de vigas parcialmente embebidas com betão. Bragança: Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Dissertação de Mestrado em Engenharia da Construção
Resumo: Este trabalho foi desenvolvido para o preenchimento dos requisitos da obtenção do grau de mestre em Engenharia da Construção. A motivação para este trabalho está relacionada com a ausência do conhecimento sobre o comportamento a temperaturas elevadas de elementos de viga parcialmente embebidos com betão (PEB) e a necessidade de apresentação de formulações simplificadas para a análise de vigas PEB à flexão. Foram realizados 27 ensaios à flexão na tipologia de 4 pontos, sendo que 9 ensaios foram realizados à temperatura ambiente e 18 a elevadas temperaturas. Das vigas ensaiadas à temperatura ambiente, 5 ensaios foram realizados com vigas parcialmente embebidas em betão PEB e 4 com o perfil metálico IPE100. Das vigas ensaiadas a elevadas temperaturas, todas PEB, 12 foram testadas para a um nível de temperatura de 400 °C considerando diferentes condições de ligação dos estribos com a alma do perfil, 3 a nível de temperatura de 200 °C e 3 a nível de temperatura de 600 °C. A resistência à flexão diminui com a temperatura, como esperado. O modo de deformação correspondente ao estado limite último das nas vigas ensaiadas foi por encurvadura lateral torsional (LTB) em quase todos os ensaios, com a exceção dos ensaios realizados à temperatura de 600°C. Nestes casos o modo de deformação associado ao estado limite último parece ter ocorrido por formação de rótula plástica (PH). Os ensaios realizados à temperatura ambiente permitem concluir que a resistência de vigas PEB é duas vezes superior ao valor da resistência das vigas metálicas, para o mesmo perfil metálico. A rigidez à flexão e à torção também é superior no caso destes elementos mistos. Foram utilizadas metodologias numéricas para avaliar a estabilidade das vigas PEB, simulando as condições dos ensaios. Foram efetuadas também simulações para caracterizar a evolução do campo de temperaturas na secção a meio-vão, durante o aquecimento. O momento crítico, o modo de instabilidade e o momento resistente à flexão das vigas PEB, foram calculados através de métodos avançados de cálculo (Ansys). This work was developed to fulfill the requirements of the master degree in Construction Engineering. The motivation for this work is related to the lack of knowledge about the behavior at elevated temperatures of Partially Encased Beam (PEB) and the need to develop simplified formulae for the bending analysis of PEB. 27 tests have been performed with the typology of four bending points, divided into 10 series. 9 tests were performed at room temperature and 18 were developed at elevated temperatures. For the tests developed at room temperature, 5 were performed with partially encased beams and 4 with the steel beam profile IPE100. From the set of PEB tested at elevated temperatures, 12 were tested for a temperature level of 400 ° C considering different shear conditions between the stirrups and the web of the profile, 3 were tested at 200 ° C and the last 3 PEB series was tested at the temperature of 600 °C. The bending resistance decreases with temperature, as expected. The deformation mode shape of the corresponding ultimate limit state was identified by lateral torsional buckling (LTB) in nearly all the trials, with the exception of tests performed at a temperature of 600 ° C. In these cases the deformation mode shape appears to have occurred by the formation of a plastic hinge (PH). The tests performed at room temperature showed that the bending resistance of partially encased beams is twice the resistance value of the bare steel beam, when using the same profile. The flexural and torsional stiffness is also higher for these elements mixed. Numerical simulations were also used to evaluate the stability performance of PEB, simulating and validating the test conditions. Simulations were also performed to characterize the evolution of the temperature field at mid-span section during heating. The critical moment, the instability mode and the flexural resistance of PEB were calculated, using advanced calculation methods (Ansys).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7996
Aparece nas colecções:EC - Engenharia da Construção

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Carlos_Gonçalves_MEC_2012.pdf225,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.