Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências Sociais e Gerontologia >
CSG - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7675

Título: Masturbação, uma expressão normal da sexualidade na adolescência. a óptica dos enfermeiros dos CSP
Autor: Brás, Manuel
Moura, Sandra Cristina Mendo
Anes, Eugénia
Geraldes, Maria de Fátima
Palavras-chave: Masturbação
Sexualidade
Adolescência
Enfermagem
Cuidados de saúde primários
Issue Date: 2012
Editora: Asociación de Psicologia Evolutiva y Educativa de la Infancia y de la Adolescencia (INFAD de Psicologia).
Citação: Brás, Manuel; Moura, Sandra Cristina Mendo; Anes, Eugénia; Geraldes, Fátima (2012) - Masturbação, uma expressão normal da sexualidade na adolescência. a óptica dos enfermeiros dos CSP. INFAD Revista de Psicología = International Journal of Developmental and Educational Psychology. ISSN 0214-9877. 1:1, p. 591-597
Relatório da Série N.º: 1;
Resumo: Sabemos hoje, que o bebé ao explorar e brincar com os órgãos sexuais, proclama o seu desenvolvimento sensorial. A Masturbação, sendo expressão normal da sexual, ao longo de todo o ciclo vital, apresenta-se com especial frequência e intensidade, nesta faixa etária a que convencionou chamar de adolescência. De frequência variável, é contudo mais frequente nos rapazes que nas raparigas, havendo indivíduos que a não praticam, o que poderá estar relacionado com a diferença do desenvolvimento psicossocial nos dois sexos. De forma a identificar e conhecer a opinião dos enfermeiros dos cuidados de saúde primários, portugueses relativamente à Masturbação na adolescência, desenvolvemos, um estudo observacional, descritivo transversal correlacional, em 1735 enfermeiros de 226 Centros de Saúde. Dos inquiridos no nosso estudo (93,3%) são do sexo feminino, e (6,7%) do sexo masculino. A idade varia entre os 22 e 68 anos, com uma média de 37,3 anos. A maioria vive em meio urbano (54,1%). Residem no interior 46,3%, no litoral 46,2%, nas regiões autónoma da Madeira 4,2% e dos Açores 3,3%. Os inquiridos sugerem em (39,1%) das opiniões, que a Masturbação é uma expressão normal da sexualidade e 36,3% sugerem-na uma forma de descoberta e familiarização com o próprio corpo.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7675
ISSN: 0214-9877
Versão do Editor: www.infad.eu/Em cache - Similares
Appears in Collections:CSG - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
masturbaçao.pdf5,63 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia