Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7674

Título: Satisfação dos profissionais de enfermagem
Autor: Moura, Sandra Cristina Mendo
Brás, Manuel
Anes, Eugénia
Palavras-chave: Satisfação profissional
Profissionais de enfermagem
Gestão
Issue Date: 2012
Editora: Asociación de Psicologia Evolutiva y Educativa de la Infancia y de la Adolescencia (INFAD de Psicologia).
Citação: Moura, Sandra Cristina Mendo; Brás, Manuel; Anes, Eugénia (2012) - Satisfação dos profissionais de enfermagem. Asociación de Psicologia Evolutiva y Educativa de la Infancia y de la Adolescencia (INFAD de Psicologia). ISSN 0214-9877. 4:1, p. 125-133
Relatório da Série N.º: 1;
Resumo: A delimitação do conceito de satisfação profissional é uma tarefa complexa. Tendo por base esta temática, estabelecemos como principal objectivo, verificar se existem diferenças entre as variáveis sociodemográficas, de contexto profissional, de contexto de formação e de contexto laboral e o nível de satisfação dos profissionais de enfermagem. Tratou-se de estudo descritivo, transversal e correlacional que recorrendo à vertente quantitativa do processo metodológico. Nesta investigação optou-se pela aplicação de um questionário anónimo e confidencial aplicado aos profissionais de enfermagem do ACES Trás-os-Montes I (Nordeste) dividido em duas partes: a primeira parte, contemplando variáveis de caracterização sociodemográfica, profissional, de formação, laboral, entre outras e, uma segunda parte constituída pela escala de Satisfação com o Trabalho de Ribeiro (2002). Quanto aos resultaestatisticamente significativos, relativamente às médias de satisfação mais elevadas são profissionais do sexo masculino, com idades superiores a 44 anos, casados e com filhos, que possuem Pós – Licenciatura de Especialização, que não prestam cuidados directos, com horário fixo, motivados e satisfeitos com o vencimento que auferem, que não têm conflitos no local de trabalho, satisfeitos com o reconhecimento da profissão, que exercem funções de gestão e que continuariam a escolher a mesma profissão.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7674
ISSN: 0214-9877
Versão do Editor: www.infad.eu/Em cache - Similares
Appears in Collections:CE - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Satisfação dos profissionais de enfermagem.art.pdf2,76 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia