Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/7664
Título: Comparação e caracterização da resposta cardiorrespiratória e metabólica de praticantes de natação
Autor: Mejias, Jean Erik Gonçalves (Ori.)
Orientador: Barbosa, Tiago M.
Palavras-chave: Nadador de recreação
Nadador de elite
Envelhecimento
Crol
Bioenergética
Biomecânica
Natação
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação
Citação: Mejias, Jean Erik Gonçalves (2012) - Comparação e caracterização da resposta cardiorrespiratória e metabólica de praticantes de natação. Bragança: Escola Superior de Educação. Dissertação de Mestrado em Exercício e Saúde
Resumo: Foi objectivo desta dissertação comparar e caracterizar a resposta cardiorrespiratória, metabólica e biomecânica em nadadores de recreação versus competição. Fizeram parte do presente estudo 20 nadadores portugueses do sexo masculino (8 recreação e 12 de competição). Recorreu-se à aplicação de um teste incremental de 7 x 200-m Crol de modo a determinar diversas variáveis cardiorrespiratórias, metabólicas e biomecânicas. Para ser possível comparar os grupos à mesma intensidade de esforço, procedeu-se à relativização das variáveis seleccionadas à velocidade de nado das 4 mmol·l-1 de concentração de lactato. Para verificar a existência de diferenças significativas entre os dois grupos recorreu-se ao teste de Anova a um factor (nadador: recreação vs competição). Os nadadores de competição apresentaram uma velocidade às 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 73,541, p= 0,001), um consumo máximo de oxigénio (F(1,18)= 13,152, p= 0,002), uma velocidade mínima de obtenção do consumo máximo de oxigénio (F(1,18)= 29,364, p= 0,001), um dispêndio energético total às 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 11,717, p= 0,003), uma frequência gestual às 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 45,584, p= 0,001), uma velocidade (F(1,18)=52,690, p= 0,001) e um índice de nado às 4 mmol·l-1 (F(1,18)=25,424, p= 0,001) significativamente superior aos nadadores de recreação. Não se verificaram diferenças significativas entre os grupos no pico de lactato após o esforço (F(1,18)= 1,832, p= 0,193); no custo energético às 4 mmol·l-1 (F(1,18)=1,50, p= 0,703); na distância de ciclo às 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 0,044, p= 0,836),e na eficiência propulsiva às 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 0,315, p= 0,582). Os nadadores de competição apresentaram valores superiores aos de recreação em quase todas as variáveis estudadas. Essa superioridade permite-lhes obter melhores performances quando comparados com os nadadores de recreação pela presença de um perfil fisiológico mais elevado. The aim of the present dissertation was to compare and characterize the cardiorespiratory, metabolic and biomechanical response between recreation swimmers and competitive swimmers. Twenty Portuguese male swimmers (eight masters and twelve elite) were evaluated. An incremental set of 7 x 200 m swims Crawl was applied to assess the cardio-respiratory, metabolic and biomechanical data. All energetic and biomechanical variables were related at velocity of the 4 mmol·l-1 to of lactate concentrations to compare all swimmers at the same intensity. Differences between both groups were testes with one away Anova (swimmer: recreation versus competition). The competitive swimmers presented a velocity at the 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 73,541, p= 0,001), maximal oxygen consumption (F(1,18)= 13,152, p= 0,002), minimum swimming velocity where the maximal oxygen consumption is reached (F(1,18)= 29,364, p= 0,001), maximal total metabolic power at velocity at the 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 11,717, p= 0,003), stroke frequency at velocity at the 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 45,584, p= 0,001), mean swimming velocity (F(1,18)= 52,690, p= 0,001) and stroke index at velocity at the 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 25,424, p= 0,001) significantly higher than recreational swimmers. There were no significant differences between the groups in the highest value of peak lactic acid after exercise (F(1,18)= 1,832, p= 0,193); energy cost at velocity at the 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 1,50, p= 0,703); stroke length at velocity at the 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 0,044, p= 0,836), and propelling efficiency at velocity at the 4 mmol·l-1 (F(1,18)= 0,315, p= 0,582). The competitive swimmers presented higher values than recreational swimmers in almost all variables assessed. This superiority allows them to achieve better performances when compared to recreational swimmers by the presence of a physiological profile more accurate.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7664
Aparece nas colecções:ES - Exercício e Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Jean Mejias.pdf1,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.