Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Tecnologias de Diagnóstico Terapêutica >
DTDT - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7554

Título: Determinação de ácido ascórbico e ácido acetilsalicílico em formulações comerciais através de uma língua electrónica
Autor: Gomes, Cláudia
Gonçalves, Cristina
Borlido, Diana
Batista, Marta
Teixeira, Tatiana
Dias, L.G.
Pereira, Olívia R.
Palavras-chave: Língua electrónica
Análise quantitativa
Ácido ascórbico
Ácido acetilsalicílico
Issue Date: 2012
Editora: Instituto Politécnico da Guarda
Citação: Gomes, Cláudia; Gonçalves, Cristina; Borlido, Diana; Batista, Marta; Teixeira, Tatiana; Dias, Luís G.; Pereira, Olívia R. (2012) - Determinação de ácido ascórbico e ácido acetilsalicílico em formulações comerciais através de uma língua electrónica. In 1st International Symposium of Pharmacy. Guarda. p. 57-62. ISBN 978-972-8681-44-9
Resumo: A língua electrónica (LE) é um sistema de multi-sensores de sensibilidade cruzada, vocacionado para mimetizar o paladar humano e, por isso, uma ferramenta importante de auxílio à análise sensorial. Uma das possíveis aplicações na área farmacêutica é no teste de sabor dos medicamentos, por exemplo, na supressão do gosto amargo dos medicamentos por adição de substâncias doces, pois os aspectos sensoriais das formulações têm um efeito importante na adesão ao tratamento. No presente trabalho, pretendeu-se verificar as potencialidades da LE na análise quantitativa do ácido ascórbico (AAC) e do ácido acetilsalicílico (AAS) em diversas formulações farmacêuticas comerciais. As soluções padrão de calibração e soluções de fármacos foram analisadas por uma LE potenciométrica com 40 membranas lipo/poliméricas num suporte acrílico e usando um eléctrodo de referência de dupla junção Ag/AgCl. Os sinais obtidos foram relacionados com as concentrações das soluções através do método regressão linear múltipla (RLM), usando “stepwise” para selecionar as variáveis mais importantes. Os resultados preliminares da quantificação do AAC mostraram que o modelo RLM obtido tem uma relação linear aceitável entre concentrações obtidas pelo modelo de previsão e as esperadas (R2= 0.964). Na análise do AAS, o modelo de previsão mostrou um desempenho fraco já que a matriz dos medicamentos afectou significativamente os sinais dos sensores da LE. Globalmente, estes ensaios preliminares indicam que a LE pode ser usada para dosear AAC em formulações efervescentes mas, no caso do AAS será necessário alterar o procedimento ou usar outros sensores para que o efeito de matriz não seja significativo.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7554
ISBN: 978-972-8681-44-9
Versão do Editor: www.ipg.pt/simposiofarmacia
Appears in Collections:DTDT - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
IV Simpósio de Farmácia_LinguaElectronica_2012.pdf3,03 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE