Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Ciências do Desporto e Educação Física >
DCDEF - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7535

Título: Turismo desportivo: benefícios da generalização da participação
Autor: Rodrigues, Pedro Miguel Monteiro
Miguel Dávila, José Ángel
Palavras-chave: Turismo
Desporto
Issue Date: 2007
Editora: Associação Portuguesa de Gestores de Desporto
Citação: Rodrigues, Pedro; Miguel-Dávila, José (2007) - Turismo desportivo: benefícios da generalização da participação. In 8º congresso da Associação Portuguesa de Gestores de Desporto. Aveiro
Resumo: O Turismo Desportivo (TD) é, nos dias que correm, um importante instrumento de desenvolvimento do fenómeno turístico. Segundo a classificação sugerida por Standeven & Knop (1999) três dos dez produtos propostos pelo Plano estratégico nacional do Turismo (PENT, 2006) podem ser considerados como de TD, turismo de natureza, turismo náutico e o golfe. Portugal, como destino de TD, enfrenta uma concorrência global. Destinos que outrora pareciam distantes constituem hoje uma alternativa real para os turistas. O Turismo e o Desporto parecem apresentar uma relação de simbiose. O Desporto é encarado como um segmento da indústria do turismo catalizador de destinos turísticos. Por outro lado, o turismo também fomenta o desporto que é entendido como um segmento de importância crescente uma vez que: aumenta a participação desportiva, sustenta social e politicamente a construção de infra-estruturas tais como instalações desportivas, acessos, urbanizações, etc. (Bouchet, Lebrun, & Auvergne, 2004; Gammon, 1997; Higham & Hinch, 2002; Pigeassou, Bui-Xuan, & Gleyse, 2003; Standeven & Knop, 1999). Paralelamente Portugal apresenta: a) índices de participação desportiva relativamente baixos quando comparados com outros membros da comunidade europeia a 25 (CE25). Segundo estudo da comissão europeia ("The citizens of the European Union and Sport," 2004) 66% dos portugueses referem que nunca praticam qualquer tipo de actividade desportiva, valor mais alto da CE25, por oposição à Finlândia, 4%; b) o turismo português apresenta grande dependência de alguns mercados emissores. É expectável que um incremento da participação em actividades desportivas relacionadas com o TD poderá resultar em benefícios de vária ordem, dos quais destacamos: incremento da taxa de participação desportiva, actividade turística com receitas incrementadas, sustentabilidade das instalações desportivas e, no longo prazo, melhoria na qualidade de serviços de TD. Neste trabalho são apresentadas propostas para ultrapassar os constrangimentos à prática Golfe e os possíveis benefícios associados.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7535
Appears in Collections:DCDEF - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Turismo Desportivo beneficios da generalizacao da participacao APOGESD 2007.pdf12,31 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE