Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/7532

Título: Prazer, contracepção e planeamento familiar na adolescência - a perspectiva do enfermeiro dos cuidados de saúde primários português!
Autor: Brás, Manuel
Anes, Eugénia
Neto, Alexandra
Brás, Fátima
Praça, Maria Isabel Fernandes
Palavras-chave: Adolescência
Sexualidade
Prazer
contracepção
Planeamento familiar
Enfermagem
Cuidados de saúde primários
Issue Date: 2012
Editora: Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Bragança
Citação: Brás, Manuel; Anes, Eugénia; Neto, Alexandra; Brás, Fátima; Praça, Isabel (2012) - Prazer, contracepção e planeamento familiar na adolescência - a perspectiva do enfermeiro dos cuidados de saúde primários português!. In Ias Jornadas Farmácia. Farmácia de Hoje, Fármacos de Amanhã. Bragança: IPB, ESSa. p. 93-100. ISBN 978-972-745-127-2.
Resumo: O Homem desde sempre procurou conhecer os seus mecanismos biológicos, numa busca contínua de mais poder e maior bem-estar. No trilhar deste caminho, um dos marcos mais notáveis da ciência médica, foi a capacidade de interferir na biologia da reprodução. A habilidade de intervir nas funções biológicas, reflectiu-se no dimensionamento da célula familiar, sofrendo enormes e profundasalterações, espelhadas e reflectidas no tecido social, por força de várias alterações a nível dos usos e costumes, da economia e ainda no perfil etário das populações actuais. Estas profundas mudanças ocorreram talvez e especialmente, devido ao acesso a métodos contraceptivos eficazes e à possibilidade de escolher quando, quantos e em que altura ter filhos. Com o objectivo de identificar conceitos e percepções dos enfermeiros dos CSP, face à contracepção, métodos contraceptivos e sexualidade dos adolescentes, realizamos um estudo exploratório, descritivo, transversal de cariz eminentemente quantitativo. Amostragem probabilística,amostra aleatória de 1735 profissionais de enfermagem de 226 centros de saúde de Portugal.A idade média dos inquiridos é 39 anos. Mínimo 22 e máximo de 68 anos. Dos inquiridos, (93,3%)são do sexo feminino e (6,7%) são do sexo masculino. A habilitação académica mais frequente nos enfermeiros inquiridos é a licenciatura (47,1%). Dos enfermeiros investigados (85,2%), apontam o grupo etário entre os 15 e 20 anos e as raparigas (85,9%) quem mais procura os serviços de saúde por problemas de índole sexual (contracepção e planeamento familiar). Os contraceptivos mais usados pelos jovens são, na opinião de (39,4%)dos inquiridos, o preservativo e a pílula.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/7532
ISBN: 978-972-745-127-2.
Versão do Editor: http://www.ipb.pt/jornadas_farmacia/index.php
Appears in Collections:CE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Livro de Actas_Ias Jornadas de Farmacia ESSa IPB_14-03-2012.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE