Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Tecnologias de Diagnóstico Terapêutica >
DTDT - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6875

Título: Prevalência de síndrome metabólica nos utentes de uma farmácia do distrito de Bragança
Autor: Lopes, Filipa
Lopes, Márcia
Serra, Isabel
Pereira, Olívia R.
Palavras-chave: Síndrome metabólica
Prevalência
Resistência à insulina
Doenças cardiovasculares
Issue Date: 2012
Editora: Escola Superior de Saúde - Instituto Politécnico de Bragança
Citação: Lopes, Filipa; Lopes, Márcia; Serra, Isabel; Pereira, Olívia R. ( 2012) - Prevalência de síndrome metabólica nos utentes de uma farmácia do distrito de Bragança. Farmácia de Hoje, Fármacos de Amanhã/ Ias Jornadas Farmácia ESSA-IPB. ISBN 978-972-745-127-2. p. 59-66
Resumo: A síndrome metabólica (SMet), um conjunto de diversos factores de risco cardiovasculares como obesidade, elevados valores de glicemia em jejum, dislipidemia e hipertensão arterial, encontra-se frequentemente associada a factores como tabagismo, stress, sedentarismo e alimentação inadequada atinge várias regiões do mundo, constituindo um preocupante problema de saúde pública a nível mundial. O desenvolvimento deste estudo foi motivado pela carência de dados nacionais sobre a ocorrência de SMet, apresentando assim, como objectivo geral caracterizar a sua prevalência na população de Bragança. Para tal, a uma amostra aleatória da base populacional, constituída por 80 utentes de uma Farmácia do distrito de Bragança, foi aplicado um pequeno questionário e medidos, seguidamente, os parâmetros como perímetro da cintura, colesterol, pressão arterial e glicemia em jejum. Os dados demonstraram que a média de idades dos indivíduos, com idade superior a 18 anos, estudados foi de 60 anos, sendo que 61% eram mulheres. Para diagnóstico da SM, utilizou-se o «Third Report of the National Cholesterol Education Program Expert Panel on Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Cholesterol in Adults» (APT-III). A prevalência bruta foi de 7,5% e a frequência de SMet maior em homens (9,7%) que em mulheres (6,1%) e mais elevada entre aqueles com idade > 40 anos (8,5%). Ainda, a maior parte refere não fazer qualquer tipo de dieta, aproximadamente metade ingere bebidas alcoólicas e cerca de um terço é fumador. Em conclusão, a elevada prevalência da SMet justifica a atenção que deve ser dada ao controlo e tratamento dos factores associados, de forma a retardar ou evitar consequências futuras, como diabetes e doença cardiovascular.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6875
ISBN: 978-972-745-127-2
Versão do Editor: www.ipb.pt/jornadas_farmacia/imagens/itf96.pdf
Appears in Collections:DTDT - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
SindromeMetabolica_Ias Jornadas de Farmacia ESSa IPB.pdf1,34 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE