Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6795

Título: Padrões de diversidade neutral e adaptativa da abelha ibérica: um projecto de investigação à escala da península ibérica que integra as mais avançadas tecnologias moleculares e analíticas
Autor: Pinto, M. Alice
Azevedo, João
Costa, Filipe
Patton, John C.
Johnston, J. Spencer
De la Rúa, Pilar
Palavras-chave: Abelhas
Penisula Ibérica
Apis mellifera iberiensis
SNPs
Issue Date: 2012
Editora: Edicais - Edições e Turismo, Lda.
Citação: Pinto, M.A.; Azevedo, J.C.; Costa, F.; Patton, J.C.; Johnston, J.S; De La Rúa, P. (2012) - Padrões de diversidade neutral e adaptativa da abelha ibérica: um projecto de investigação à escala da Península Ibérica que integra as mais avançadas tecnologias moleculares e analíticas. Revista O Apicultor. ISSN 0873-2981. 76:, p. 11-16
Relatório da Série N.º: 76;
Resumo: A Península Ibérica é reconhecida como um importante hotspot de diversidade e endemismos de numerosas espécies de plantas e animais, representando por isso uma das regiões prioritárias para a conservação na Europa. Vários factores geomorfológicos e ambientais contribuíram para esta riqueza, nomeadamente: (i) localização geográfica no extremo sudoeste da Europa; (ii) isolamento em relação ao resto da Europa pela barreira geográfica dos Pirenéus; (iii) complexidade fisiográfica; (iv) diversidade climática resultante da heterogeneidade fisiográfica e das influências contrastantes do Atlântico e do Mediterrâneo. A conjugação destes factores fez da Península Ibérica não só um berço de diferenciação e especiação como também um importante refúgio que abrigou durante os vários períodos glaciares do Pleistoceno muitas das espécies de plantas e animais que hoje colonizam o Norte e Centro da Europa (Hewitt, 1999). A abelha negra (Apis mellifera mellifera), por exemplo, é um desses organismos cuja história está inextrincavelmente ligada à Península Ibérica. Estudos moleculares sugerem que esta subespécie de abelha melífera tem origem num refúgio glaciar Ibérico a partir do qual se expandiu (Miguel et al., 2007) até ocupar a área actual que vai desde França até à Escandinávia e desde as Ilhas Britânicas até à Ucrânia.
Arbitragem científica: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/6795
ISSN: 0873-2981
Appears in Collections:ARN - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Pinto_et_al_O_Apicultor.pdf4,45 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE