Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciências Sociais e Exactas >
CSE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6759

Título: Práticas de liderança adoptadas por enfermeiros portugueses estudantes das pós-graduações em enfermagem comunitária e de reabilitação
Autor: Ribeiro, Maria Isabel
Fernandes, António
Correia, Teresa
Palavras-chave: Liderança
Práticas de liderança
Enfermeiro
Ensino Superior
Issue Date: 2012
Citação: Ribeiro, M.; Fernandes, A.; Correia, T. (2012) - Práticas de liderança adoptadas por enfermeiros portugueses estudantes das pós-graduações em enfermagem comunitária e de reabilitação. In 8º Congreso Internacional de Educación Superior “Universidad 2012” Havana. ISBN 9789591614346
Resumo: A liderança assenta na capacidade de promover a acção coordenada, com vista ao alcance dos objectivos organizacionais. A liderança existe e desenvolve-se em todos os patamares sociais, culturas e profissões embora de modos diferentes. O ambiente de saúde é complexo e dinâmico, pelo que os enfermeiros têm de estar preparados para assumir novos papéis e desafios, de modo a participarem integralmente no planeamento, política e gestão da saúde. Os objectivos desta investigação foram avaliar o nível de frequência das práticas de liderança em Enfermeiros que frequentavam uma pós-graduação e verificar se existiam diferenças nas práticas de liderança adoptadas tendo em conta o tipo de cuidados prestados e o tempo de serviço. Foi seleccionada uma amostra não probabilística por conveniência constituída por 47 Enfermeiros. Para a recolha de dados utilizou-se o SLPI, um instrumento desenvolvido por kouzes & Posner (2006b), que inclui uma lista de 30 perguntas, seis para cada uma das cinco práticas de liderança: 1) modelar caminho; 2) desafiar o processo; 3) inspirar visão partilhada; 4) encorajar o coração; e 5) habilitar a agir. A prática de liderança mais utilizada pelos Enfermeiros foi “habilitar a agir”, seguindo-se-lhe as práticas “encorajar o coração”, “modelar o caminho”, “desafiar o processo” e, por fim, “inspirar uma visão partilhada”. Em todas as competências analisadas o nível das mesmas foi moderado. Por outro lado, verificou-se que, independentemente, do tipo de cuidados prestados e do tempo de serviço, as competências eram utilizadas pelos Enfermeiros com a mesma frequência.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/6759
ISBN: 9789591614346
Appears in Collections:CSE - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
LIDERANÇA_ENFERMEIROS_Cuba_formato.pdf135,46 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia