Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/608
Título: Agentes etiológicos e contaminantes em hemoculturas
Autor: Silva, Joana
Ferreira, Susana
Costa, Elísio
Resende, Ana
Ramos, Maria Helena
Palavras-chave: Hemoculturas
Contaminantes
Data: 2008
Editora: Associação Portuguesa dos Técnicos de Análises Clínicas e Saúde Pública
Citação: Revista Portuguesa de Ciências Biomédicas. 3 (2008) p. 18-21.
Resumo: A presença de patogénios no sangue, de indivíduos doentes, é sinónimo de taxas elevadas de morbilidade e mortalidade. A cultura de sangue tornou-se um dos testes mais frequentemente praticados nos laboratórios de Microbiologia, quando infecções primárias localizadas resultam na invasão da corrente sanguínea. Com este estudo, pretendeu-se analisar os resultados das hemoculturas estudadas, identificando os principais agentes etiológicos de infecção e principais contaminantes. Foram estudadas 12318 hemoculturas provenientes dos serviços de Internamento e Urgência do Hospital Geral de Santo António, E.P.E, colhidas, no período de Janeiro a Dezembro de 2006. Estas foram agrupadas como hemoculturas negativas, hemoculturas positivas e hemoculturas positivas devido a contaminação. Os microrganismos isolados foram agrupados em agentes etiológicos e contaminantes, segundo critérios pré-estabelecidos. A percentagem de hemoculturas negativas foi de 92%, de hemoculturas potivivas 6% e de hemoculturas positivas por contaminação 2%. Os agentes etiológicos mais frequentemente isolados foram Escherichia coli, Staphylococcus aureus e a Klebsiella pneumoniae enquanto que os contaminantes foram Staphylococcus epidermiodis, Staphylococcus hominis, Staphylococcus haemolyticus. Em conclusão, a percentagem de hemoculturas negativas é muito elevada e é necessário realizar esforços para a diminuir. A frequência de hemoculturas positivas por contaminação está de acordo com a recomendada pela American Society of Microbiology. Os agentes etiológicos mais frequentemente isolados são também os principais agentes de infecções mais localizadas. Os contaminantes isolados são essencialmente Staphylococcus coagulase-negtiva e outros comensais da pele.
URI: http://hdl.handle.net/10198/608
Aparece nas colecções:DTDT - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1858_001.pdf426,45 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.