Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6052

Título: Implicações do tipo de coberto florestal nos horizontes orgânico e minerais do solo. Aplicação a quatro povoamentos na Serra da Padrela, N. Portugal
Autor: Fonseca, Felícia
Palavras-chave: Solos florestais
Pedogénese
Matéria orgânica
Espécies florestais
Issue Date: 1997
Citação: Fonseca, F. (1997) - Implicações do tipo de coberto florestal nos horizontes orgânicos e minerais do solo. Aplicação a quatro povoamentos na Serra da Padrela, N. de Portugal. Vila Real: UTAD. Dissertação de Mestrado em Engenharia dos Recursos Florestais
Resumo: Este trabalho pretende dar um contributo sobre o efeito da natureza das espécies florestais na pedogénese. Para tal estudaram-se os horizontes orgânicos e horizontes minerais dos solos desenvolvidos sob quatro espécies florestais (P. pinaster, P. nigra, P. menziesii e C.sativa), na Serra da Padrela, próximo de Vila Pouca de Aguiar no Norte do País. As espécies têm idades compreendidas entre 56 e 60 anos, foram instaladas sob condições edafo-climáticas idênticas, pelo que as diferenças observadas actualmente nos solos, em grande parte, poderão atribuir-se à influência das espécies. Os horizontes orgânicos têm desenvolvimento máximo, compreendendo as camadas L, F e H. Os resultados mostram que os detritos produzidos pelas espécies C. saliva e P. menziesii apresentam valores idênticos, com maior concentração em elementos minerais que os produzidos pelas espécies P. pinaster e P. nigra. Estas duas espécies revelam igualmente valores de concentração semelhantes entre si. No decurso do processo humificação/mineralização, de um modo geral, há um incremento nas concentrações em elementos minerais. Em todos os solos analisados, observa-se horizontes A úmbricos com espessuras semelhantes, mas sempre mais espessos no solo sob C. sativa e B câmbicos situados a maior profundidade nos solos sob P. menziesii e C. sativa. As diferenças entre solos apenas foram detectadas no horizonte Ah1, especialmente na natureza do complexo de troca, com valores mais elevados de bases e menores de acidez no solo sob P. menziesii e C. saliva, reflectindo-se nos valores de pH . Do mesmo modo, para estes dois últimos solos observa-se cores mais escuras que nos solos sob P. pinaster e P. nigra. Estas diferenças de cor parecem mais associadas à natureza da matéria orgânica desenvolvida que à concentração de carbono. A densidade aparente da fracção de terra fina no horizonte Ahl é inferior aO.8 e tende a ser idêntica nos diversos solos. A estabilidade de agregação diminui da camada AIu para a camada Ah2. Na primeira camada, essa estabilidade é menor no solo sob P. menziesii. A mineralogia da argila não mostra diferenças notórias entre os quatro solos, pelo que o processo de alteração mineral é idêntico. As diferenças entre solos tendem a anular-se ao longo do perfil edáfico em lodos as situações estudadas.
URI: http://hdl.handle.net/10198/6052
Appears in Collections:ARN - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TeseMestrado1997.pdf37,92 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia