Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/6052

Título: Implicações do tipo de coberto florestal nos horizontes orgânico e minerais do solo. Aplicação a quatro povoamentos na Serra da Padrela, N. Portugal
Autor: Fonseca, Felícia
Palavras-chave: Solos florestais
Pedogénese
Matéria orgânica
Espécies florestais
Issue Date: 1997
Citação: Fonseca, F. (1997) - Implicações do tipo de coberto florestal nos horizontes orgânicos e minerais do solo. Aplicação a quatro povoamentos na Serra da Padrela, N. de Portugal. Vila Real: UTAD. Dissertação de Mestrado em Engenharia dos Recursos Florestais
Resumo: Este trabalho pretende dar um contributo sobre o efeito da natureza das espécies florestais na pedogénese. Para tal estudaram-se os horizontes orgânicos e horizontes minerais dos solos desenvolvidos sob quatro espécies florestais (P. pinaster, P. nigra, P. menziesii e C.sativa), na Serra da Padrela, próximo de Vila Pouca de Aguiar no Norte do País. As espécies têm idades compreendidas entre 56 e 60 anos, foram instaladas sob condições edafo-climáticas idênticas, pelo que as diferenças observadas actualmente nos solos, em grande parte, poderão atribuir-se à influência das espécies. Os horizontes orgânicos têm desenvolvimento máximo, compreendendo as camadas L, F e H. Os resultados mostram que os detritos produzidos pelas espécies C. saliva e P. menziesii apresentam valores idênticos, com maior concentração em elementos minerais que os produzidos pelas espécies P. pinaster e P. nigra. Estas duas espécies revelam igualmente valores de concentração semelhantes entre si. No decurso do processo humificação/mineralização, de um modo geral, há um incremento nas concentrações em elementos minerais. Em todos os solos analisados, observa-se horizontes A úmbricos com espessuras semelhantes, mas sempre mais espessos no solo sob C. sativa e B câmbicos situados a maior profundidade nos solos sob P. menziesii e C. sativa. As diferenças entre solos apenas foram detectadas no horizonte Ah1, especialmente na natureza do complexo de troca, com valores mais elevados de bases e menores de acidez no solo sob P. menziesii e C. saliva, reflectindo-se nos valores de pH . Do mesmo modo, para estes dois últimos solos observa-se cores mais escuras que nos solos sob P. pinaster e P. nigra. Estas diferenças de cor parecem mais associadas à natureza da matéria orgânica desenvolvida que à concentração de carbono. A densidade aparente da fracção de terra fina no horizonte Ahl é inferior aO.8 e tende a ser idêntica nos diversos solos. A estabilidade de agregação diminui da camada AIu para a camada Ah2. Na primeira camada, essa estabilidade é menor no solo sob P. menziesii. A mineralogia da argila não mostra diferenças notórias entre os quatro solos, pelo que o processo de alteração mineral é idêntico. As diferenças entre solos tendem a anular-se ao longo do perfil edáfico em lodos as situações estudadas.
URI: http://hdl.handle.net/10198/6052
Appears in Collections:ARN - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TeseMestrado1997.pdf37,92 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE