Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciências Sociais e Exactas >
CSE - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5787

Título: Empreendedorismo, inovação e desenvolvimento local: as micro e pequenas empresas do interior Norte de Portugal
Autor: Ribeiro, Maria Isabel
Fernandes, António
Matos, Alda
Cabo, Paula
Palavras-chave: Desenvolvimento local
Empreendedorismo
Inovação
Micro-pequenas empresas
Issue Date: 2011
Editora: Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional
Citação: Ribeiro, M.; Fernandes, A.; Matos, A.; Cabo, P. (2011) - Empreendedorismo, inovação e desenvolvimento local: as micro e pequenas empresas do interior Norte de Portugal. In 17º Congresso da APDR: Gestão de Bens Comuns e Desenvolvimento Regional Sustentável. Bragança
Resumo: São muitas as evidências que estabelecem uma relação directa entre o empreendedorismo de uma comunidade e o desenvolvimento económico local. Inúmeros investigadores argumentam que qualquer processo de desenvolvimento económico está associado a inovações geradas por empreendedores. Desta forma, ao empreendedorismo associa-se, na maior parte das vezes, a introdução de inovações na economia, tendo como consequência a evolução e o desenvolvimento da própria sociedade. O objectivo desta comunicação é analisar o fenómeno do empreendedorismo e da inovação nas micro e pequenas empresas de Bragança e Macedo de Cavaleiros bem como o seu contributo para o desenvolvimento local. A recolha de dados foi feita através de entrevistas semi-estruturadas elaboradas com base no questionário de um estudo concluído em Barcelona, pela Universidade da Catalunha, em 2006. Foram recolhidos dados de 65 empresas no período de Novembro de 2010 a Fevereiro de 2011. Os resultados revelam que a maioria dos empreendedores é do género masculino (70,8%), tem em média 44,7 anos de idade, possui até 9 anos de escolaridade (65,4%) e antes da criação da própria empresa, trabalhava por conta de outrem (83,1%). Estes empreendedores operam em diversos sectores de actividade, destacando-se, o comércio e a restauração e a construção civil. As empresas estudadas empregam, em média, 5 trabalhadores e 50,8% atingem um volume de negócios até 100.000 euros, dando um contributo positivo para o desenvolvimento local.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5787
Appears in Collections:CSE - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
resumo comunicação.pdf1,56 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia