Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Biologia e Biotecnologia >
BB - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5731

Título: Estudos e perspectivas futuras da micorrização in vitro e ex vitro de Castanea sativa Mill.
Autor: Martins, Anabela
Baptista, Paula
Rodrigues, Paula
Pais, Maria Salomé
Palavras-chave: Castanea sativa
Pisolithus tinctorius
Micorrização in vitro
Micorrização ex vitro
Issue Date: 2005
Citação: Martins, A.; Baptista, P.; Rodrigues, P.C.; Pais, M.S. (2005) - Estudos e perspectivas futuras da micorrização in vitro e ex vitro de Castanea sativa Mill. In 5º Congresso Florestal Nacional. Viseu
Resumo: O castanheiro, Castanea sativa Mill. é uma espécie agro-florestal de grande importância económica em Portugal, quer pela produção de fruto quer de madeira, sendo a sua cultura conhecida desde o tempo dos Romanos. A maioria das espécies vegetais possui micorrizas, associações mutualistas altamente evoluídas entre fungos do solo e raízes de plantas. As simbioses acompanharam a evolução da biosfera, sendo um dos casos de cooperação entre genomas de organismos diferentes. As micorrizas constituem as infecções fúngicas mais frequentes: todas as Gimnospérmicas, 83% das dicotiledóneas e 79% das monocotiledóneas são micorrízicas. Através da simbiose, a planta hospedeira recebe nutrientes minerais e o fungo obtém compostos de carbono, contribuindo de forma substancial para a biomassa do solo. O aumento da disponibilidade de nutrientes minerais, da resistência a agentes patogénicos e da tolerância a metais pesados e à secura, são algumas das vantagens específicas destas associações.C. sativa, como a maioria das espécies, estabelece micorrizas com numerosas espécies de fungos. Problemas conhecidos de sobrevivência e de produção levaram ao início de programas de propagação in vitro e ao estudo da melhoria das suas condições de aclimatação por micorrização controlada. Ulteriormente os trabalhos prosseguiram com o estudo da micorrização controlada de castanheiro, nos seus aspectos fisiológicos e químicos, quer em condições in vitro, quer ex vitro. Produziram-se in vitro plantas de C. sativa e o fungo Pisolithus tinctorius. Avaliaram-se parâmetros de crescimento, teores de alguns nutrientes minerais, teores em proteína, quantidades relativas e evolução da compartimentação de fosfatos por 31P-RMN, actividades de algumas enzimas (SOD, APX, GR, PO, PPO, lacase, PAL e β-glucosidase). A micorrização de germinantes ex vitro permitiu, ao longo de três anos, quantificar e avaliar os seguintes parâmetros: taxas de germinação e crescimento, teores de azoto e fósforo total e taxas de sobrevivência à aclimatação.Pretende-se fazer uma retrospectiva esquemática dos estudos realizados em termos de micorrização jn vitro e ex vitro de plantas de castanheiro micropropagadas e germinantes, e dos efeitos desta nos seus aspectos fisiológicos e químicos. Pretende-se ainda perspectivar os estudos em vias de desenvolvimento no domínio da micorrização, dos mecanismos e sinais de associação e dos efeitos comparativos com associações patogénicas da mesma espécie. Questões ligadas à biodiversidade de macrofungos associados ao castanheiro e à aplicação de fungos nativos em programas de micorrização controlada serão ainda abordados.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5731
Appears in Collections:BB - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
c. naci 4.pdf19,45 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia