Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5697

Título: Perdas de solo e de carbono por erosão hídrica em áreas de matos do Parque Natural de Montesinho: primeiros resultados de ensaios de simulação de chuva
Autor: Figueiredo, Tomás de
Fonseca, Felícia
Bompastor, Alice
Issue Date: 2007
Citação: Figueiredo, Tomás; Fonseca, Felícia; Bompastor, Alice (2007) - Perdas de solo e de carbono por erosão hídrica em áreas de matos do Parque Natural de Montesinho: primeiros resultados de ensaios de simulação de chuva. In Encontro Anual da Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo. Vila Real
Resumo: A vegetação qualificada de matos cobre cerca de um terço dos 75 mil ha do Parque Natural de Montesinho (PNM), no Nordeste de Portugal, englobando comunidades vegetais arbustivas de composição e significado fitossociológico bem diversos. Trata-se de uma área muito considerável, cuja evolução nas últimas décadas foi pouco significativa. Independentemente da dinâmica própria das comunidades vegetais que constituem, os matos parecem dever tomar-se como elemento estável na paisagem no PNM. Nesta perspectiva e seja pela sua distribuição espacial, seja pela área que ocupam, os matos podem contribuir de modo expressivo para os processos hidrológicos e para o armazenamento e dinâmica do carbono na área do PNM, aspectos que, aliás, se cruzam neste último caso. A importância destes dois elementos de interesse é justificada pelas preocupações vertidas já em documentos de carácter político, no âmbito da protecção do solo e das alterações climáticas. Com este trabalho propõe-se melhor conhecer as áreas de matos do PNM, contribuindo para a sua caracterização quanto a: (i) susceptibilidade destas áreas à erosão hídrica; (ii) armazenamento de carbono no solo e na vegetação e a sua dinâmica associada aos processos erosivos. O trabalho comportou uma primeira componente de base cartográfica, com vista a obter uma panorâmica das características e distribuição dos solos em que ocorrem os diferentes tipos de vegetação incluídos sob a designação de matos. Este passo contribuiu ainda para a identificação de áreas de ensaio. O trabalho de campo consistiu em ensaios de simulação de chuva, com simulador portátil de tipo aspersor, devidamente calibrado quanto a intensidade de precipitação, distribuição dos diâmetros das gotas e energia cinética das chuvadas simuladas. Cada ensaio incluiu chuvadas de meia hora sobre um par de áreas de 1m2, uma coberta de mato, outra com a vegetação removida por corte raso. Medidas as perdas de água e de solo por escoamento superficial foi também determinado o teor em carbono do sedimento recolhido. O carbono na vegetação foi avaliado na biomassa aérea removida, separando-se as componentes herbácea e arbustiva e nesta caules e folhas. Amostragens a diferentes profundidades, de acordo com o perfil do solo nas áreas de ensaio, permitiram a avaliação do carbono na biomassa subterrânea e no solo. A vegetação foi detalhadamente caracterizada quanto a porte, fracção de área coberta e sua distribuição em altura. Solo, topografia e condições de superfície (estrutura, rugosidade, pedregosidade) foram também caracterizadas em cada área de ensaio. Estas corresponderam a locais cobertos pelos três tipos principais de matos identificados (urzais, giestais e estevais), em declive baixo, moderado e elevado, com repetição, num total de 36 ensaios. O trabalho aqui apresentado mostra os primeiros resultados dos ensaios realizados, permitindo uma quantificação preliminar do efeito dos diferentes tipos de vegetação no controle da erosão hídrica dos solos e da correspondente dinâmica do carbono nestes sistemas, o que constitui um primeiro contributo nesta matéria para o estudo dos matos da área do Parque Natural de Montesinho.
URI: http://hdl.handle.net/10198/5697
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Resumo SPCS 2007.pdf10,64 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE