Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Biologia e Biotecnologia >
BB - Capítulo de Livros >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5400

Título: A paisagem vegetal e o uso do território ao longo do tempo
Autor: Aguiar, Carlos
Pinto, B.
Palavras-chave: Portugal
História ambiental
Issue Date: 2008
Editora: Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversividade, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Parque Natural da Madeira e Secretaria Regional do Ambiente e do Mar. Assírio & Alvim
Citação: Aguiar, Carlos; Pinto, Bruno (2008) - A paisagem vegetal e o uso do território ao longo do tempo. In Atlas das Aves Nidificantes em Portugal. Lisboa: Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, Assírio & Alvim. p. 47-50. ISBN 978-972-37-1374-9
Resumo: A estabilidade macroclimática é uma ilusão transmitida pela nossa curta esperança de vida. À escala geológica, desde tempos geológicos muito remotos (cf. Briggs 1995), nos terrenos que hoje constituem o território português, o clima oscilou entre os frios glaciares e os calores tropicais, passando pelos macroclimas de tipo temperado e mediterrânico (Suc 1984). No início da época Miocénica (23,8-5,3 Ma BP*) grande parte da Península Ibérica estava submetida a um macrobioclima de tipo tropical, com chuvas bem distribuídas ao longo do ano e, à excepção das montanhas, com uma estação fria amena e sem geadas. Cobriam a Península Ibérica amplas florestas tropicais e subtropicais, entre as quais sobressaíam pela sua abundância as florestas laurifólias (laurissilva), i.e. florestas dominadas por espécies de folhas grandes, largas, por norma inteiras (não recortadas), persistentes, sem pêlos, rijas, lisas e brilhantes. A partir do Miocénico Médio a flora e a vegetação ibéricas foram profundamente marcadas por uma sucessão de convulsões geológicas e macroclimáticas, em particular pelas alterações climáticas que culminaram na transição do macrobioclima tropical para o mediterrânico no Pliocénico e pelos numerosos ciclos glaciar-interglaciar plistocénicos.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5400
ISSN: 978-972-37-1374-9
Appears in Collections:BB - Capítulo de Livros

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2008 Atlas cap4.pdf131,32 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE