Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/5312

Título: Repovoamento e transferência de trutas para recuperação de rios de salmonídeos: soluções ou ameaças?
Autor: Cortes, R.
Teixeira, Amílcar
Pereira, C.
Palavras-chave: Repovoamento
Transferência
Trutas
Ordenamento das pescas
Issue Date: 1998
Editora: EFN, Lisboa
Citação: Cortes R.M.V.; Teixeira A.; Pereira C. (1998) - Repovoamento e transferência de trutas para recuperação de rios de salmonídeos: soluções ou ameaças? Silva Lusitana. ISSN 0870-6352. 6:1, p. 1-17
Resumo: Sendo o repovoamento de salmonídeos uma actividade designada por fomento piscícola das águas interiores, com uma larga aplicação em numerosos cursos de água do centro e norte do nosso país, interessava levar a cabo uma avaliação crítica deste procedimento. Utilizando a metodologia corrente entre nós, foram libertadas trutas marcadas de idade 1+ em três cursos de água: Rios Olo, Sabor e Poio, tendo-se, neste rio, utilizado simultaneamente indivíduos 0+. Paralelamente, esta técnica foi comparada, para o rio Sabor, com a transferência de trutas selvagens, com origem no mesmo rio ou noutra bacia (Rio Sordo). No que concerne ao repovoamento resultaram claras as suas limitações: a) forte agregação espacial dos peixes com progressiva diminuição da sua condição; b) variabilidade de resultados, dependendo numas situações de factores de competição intra-específica e, noutras, do próprio habitat; c) impacte negativo sobre as trutas autóctones e diferencial de acordo com cada classe de idade. Já a transferência de trutas revelou resultados mais satisfatórios derivado da superior dispersão espacial, estando a sua repartição intimamente ligada com as características físicas do meio. Todavia, a possível competição com a população nativa não permite que aqueles indivíduos ocupem os melhores habitats.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/5312
ISSN: 0870-6352
Appears in Collections:ARN - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
1998 Cortes et al Silva lusitana.pdf4,84 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE