Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/5001
Título: [Des] Igualdade de oportunidades nos manuais escolares de Educação Física do 2º Ciclo do Ensino Básico? Análise das ilustracções e das percepções de professores / as estagiários /as
Autor: Queirós, Telma Maria Gonçalves
Orientador: Gomes, Maria Paula Brandão Botelho
Palavras-chave: Igualdade de oportunidades
Discriminação
Diversidade sócio-cultural
Ilustrações
Manuais escolares
Data de Defesa: 2004
Editora: Universidade do Porto, Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física
Citação: Queirós, Telma Maria Gonçalves (2004) - [Des] Igualdade de oportunidades nos manuais escolares de Educação Física do 2º Ciclo do Ensino Básico? Análise das ilustracções e das percepções de professores / as estagiários /as. Porto: Universidade do Porto, Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física
Resumo: Alguns estudos referem que a maioria das ilustrações dos manuais escolares veiculam estereótipos e preconceitos sócio-culturais, acentuando as desigualdades de oportunidade entre os/as alunos/as. Neste contexto, pensamos que a Educação Física, como disciplina curricular e, especificamente, os manuais escolares, como instrumentos importantíssimos no processo de ensino-aprendizagem, têm um papel determinante na promoção de um ensino mais inclusivo e que se quer inter/multicultural. Assim, são objectivos do nosso trabalho avaliar se as ilustrações dos manuais escolares de Educação Física do 2.º Ciclo do Ensino Básico reflectem a igualdade de oportunidades a todos/as os/as alunos/as sem qualquer distinção do sexo, raça, etnia ou outras marcas de diferença e conhecer se professores/as-estagiários/as do curso de Educação Física da Escola Superior de Educação de Bragança estão conscientes desta questão. A amostra foi constituída por nove manuais, cujas ilustrações foram sujeitas a observação, e por 8 professores/as-estagiários/as (quatro de cada sexo) com os/as quais foram realizadas entrevistas semi-estruturadas. Procedeu-se à análise de conteúdo dos dados referentes aos manuais e às respostas dos indivíduos, com categorias definidas a priori. Num primeiro momento de análise verificou-se que o sexo masculino e a etnia caucasiana foram dominantes em todas as unidades temáticas em qualquer dos manuais. As raparigas e as etnias negra e amarela encontraram-se presentes em maior ou menor grau de representação. As categorias sexo e etnia dos indivíduos representados surgiram associadas a unidades temáticas conotadas culturalmente como lhes sendo próprias. Não foi feita qualquer alusão à etnia cigana e necessidades educativas especiais. Num segundo momento de análise verificou-se que os manuais se regem por valores e normas de conduta tradicionais. A diversidade sócio-cultural dos alunos não constituiu preocupação nas práticas dos sujeitos, uma vez que a sua formação inicial nestes domínios é ausente e/ou insuficiente. Conclui-se que estes manuais não têm vindo a contribuir para promover uma real igualdade de oportunidades entre alunos/as.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/5001
Versão do Editor: http://hdl.handle.net/10216/10579
Aparece nas colecções:DSPP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2004_Dissertação de Mestrado.pdf73,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.