Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Biologia e Biotecnologia >
BB - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4669

Título: Própolis: efeito na fragilidade osmótica da membrana eritrocitária
Autor: Moreira, Leandro
Rogão, Mónica
Pereira, Ana Paula
Costa, Bruno
Pereira, Ermelinda
Morais, Margarida
Pombo, Graça
Estevinho, Leticia M.
Issue Date: 2009
Editora: Universidade dos Açores
Citação: Moreira, Leandro; Rogão, Mónica; Pereira, Ana Paula; Costa, Bruno; Pereira, Ermelinda; Morais, Margarida; Pombo, Graça; Estevinho, Leticia (2009) - Própolis: efeito na fragilidade osmótica da membrana eritrocitária. In 9º Encontro de Química dos Alimentos. Angra do Heroísmo. ISBN 978-989-20-1532-3
Resumo: Própolis é uma substância resinosa colhida das plantas, pelas abelhas. A composição do própolis depende da vegetação envolvente, da estação do ano, e da área da qual provém. Este produto da colmeia contém normalmente, uma grande variedade de compostos químicos, tais como polifenóis (flavonóides, ácidos fenólicos e ésters), esteróides e aminoácidos. A esferocitose hereditária (EH) é um tipo de anemia de transmissão hereditária que resulta da presença de eritrócitos microcíticos e hipercromicas, esféricos e sem palidez central. Clinicamente, os indivíduos apresentam normalmente desde condições assintomáticas até anemias hemolíticas graves. Os objectivos deste estudo foram avaliar o efeito de dois extractos de própolis, oriundos de diferentes regiões (Bornes – Trás-os-Montes; Fundão – Beira Interior), na fragilidade osmótica da membrana eritrocitária em pacientes com Esferocitose Hereditária. Para avaliar o efeito do própolis este foi extraído com DMSO (Dimetilsulfóxido), e posteriormente testado no sangue de dois indivíduos, um com esferocitose hereditária e outro sem esta patologia. O sangue utilizado foi obtido por punção venosa com EDTA sódico. No indivíduo portador da doença procedeu-se aos testes de fragilidade osmótica, tendo-se verificado que ambos os própolis demonstraram efeito sob a membrana do eritrócito, no entanto o efeito do própolis oriundo de Bornes - Trás-os-Montes foi mais acentuado comparativamente com o do Fundão – Beira Interior. Estes resultados abrem portas a investigações futuras, no sentido de elucidar os mecanismos pelos quais o própolis altera a fragilidade da membrana eritrocitária.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4669
ISBN: 978-989-20-1532-3
Appears in Collections:BB - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
11Aç.pdf969,39 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE