Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4548

Título: Distribuição dos elementos grosseiros no solo e amostragem de solos pedregosos
Autor: Figueiredo, Tomás de
Fonseca, Felícia
Issue Date: 2009
Editora: SPCS
Citação: Figueiredo, Tomás; Fonseca, Felícia (2009) - Distribuição dos elementos grosseiros no solo e amostragem de solos pedregosos. In Encontro Anual da Sociedade Portuguesa de Ciência do Solo. Faro
Resumo: Os solos pedregosos são comuns em vastas regiões do globo como é o caso da bacia mediterrânica europeia onde representam cerca de 60% da superfície. Nas áreas mais onduladas e de montanha, os solos pedregosos são dominantes. Em Trás-os-Montes, estima-se que correspondam a perto de 50% da região. Estes solos colocam problemas de amostragem, seja quando se trata da colheita de amostras não perturbadas, seja quando é necessário obter uma amostra representativa do solo no seu todo e não apenas da terra fina. De facto, a partir de certo teor de elementos grosseiros, os procedimentos correntes deixam de ser praticáveis ou adequados. O presente trabalho tem o propósito de contribuir com recomendações específicas para a amostragem de solos pedregosos. Parte-se de um modelo descritivo da distribuição dos elementos grosseiros no solo, que considera diferentes padrões de distribuição e tem como parâmetros teor, dimensão e forma dos elementos grosseiros. Discute-se a validade dos pressupostos e da formalização adoptada. A aplicação do modelo permite identificar critérios para amostragens a realizar e erros associados a amostragens realizadas. Apresentam-se as relações obtidas entre parâmetros caracterizadores dos elementos grosseiros (forma, dimensão, teor e índices derivados) e parâmetros orientadores da amostragem (dimensão crítica da amostra, número crítico de amostras com determinada dimensão). É apresentada também a variação do erro estatístico associado a amostragens com número e dimensão da amostra conhecidos, com parâmetros caracterizadores da pedregosidade. Os resultados comparam satisfatoriamente com a evidência experimental de campo, especificamente com a aplicação do método dos cilindros para a determinação da densidade aparente. Dos resultados extraem-se recomendações quanto aos procedimentos de amostragem de acordo com a classe de pedregosidade do solo, apontando-se métodos expeditos de identificação desta classe.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4548
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ResumoFaro Figueiredo & Fonseca (2009).pdf390,7 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia