Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4548

Título: Distribuição dos elementos grosseiros no solo e amostragem de solos pedregosos
Autor: Figueiredo, Tomás de
Fonseca, Felícia
Issue Date: 2009
Editora: SPCS
Citação: Figueiredo, Tomás; Fonseca, Felícia (2009) - Distribuição dos elementos grosseiros no solo e amostragem de solos pedregosos. In Encontro Anual da Sociedade Portuguesa de Ciência do Solo. Faro
Resumo: Os solos pedregosos são comuns em vastas regiões do globo como é o caso da bacia mediterrânica europeia onde representam cerca de 60% da superfície. Nas áreas mais onduladas e de montanha, os solos pedregosos são dominantes. Em Trás-os-Montes, estima-se que correspondam a perto de 50% da região. Estes solos colocam problemas de amostragem, seja quando se trata da colheita de amostras não perturbadas, seja quando é necessário obter uma amostra representativa do solo no seu todo e não apenas da terra fina. De facto, a partir de certo teor de elementos grosseiros, os procedimentos correntes deixam de ser praticáveis ou adequados. O presente trabalho tem o propósito de contribuir com recomendações específicas para a amostragem de solos pedregosos. Parte-se de um modelo descritivo da distribuição dos elementos grosseiros no solo, que considera diferentes padrões de distribuição e tem como parâmetros teor, dimensão e forma dos elementos grosseiros. Discute-se a validade dos pressupostos e da formalização adoptada. A aplicação do modelo permite identificar critérios para amostragens a realizar e erros associados a amostragens realizadas. Apresentam-se as relações obtidas entre parâmetros caracterizadores dos elementos grosseiros (forma, dimensão, teor e índices derivados) e parâmetros orientadores da amostragem (dimensão crítica da amostra, número crítico de amostras com determinada dimensão). É apresentada também a variação do erro estatístico associado a amostragens com número e dimensão da amostra conhecidos, com parâmetros caracterizadores da pedregosidade. Os resultados comparam satisfatoriamente com a evidência experimental de campo, especificamente com a aplicação do método dos cilindros para a determinação da densidade aparente. Dos resultados extraem-se recomendações quanto aos procedimentos de amostragem de acordo com a classe de pedregosidade do solo, apontando-se métodos expeditos de identificação desta classe.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4548
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ResumoFaro Figueiredo & Fonseca (2009).pdf390,7 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE