Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciência Animal >
CA - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4341

Título: Estimativa da composição tecidular da carcaça de suínos da raça Bísara
Autor: Silva, Maria José
Alves, A.C.L.
Pereira, Carla
Carvalho, Marieta
Mena, Elisabete
Mestre, Rui
Azevedo, Jorge
Palavras-chave: Bísara
Suínos
Carcaça
Issue Date: 2005
Editora: UTAD
Citação: Silva, Maria José; Alves, Ana; Pereira, Carla; Carvalho, Marieta; Mena, Elisabete; Mestre, Rui; Azevedo, Jorge (2005) - Estimativa da composição tecidular da carcaça de suínos da raça Bísara. In XV Congresso de Zootecnia e I Congresso Ibero-Americano de Zootecnia. Vila Real. p. 336-342
Resumo: A composição tecidular de uma carcaça pode ser estimada recorrendo a metodologias in vivo e ex vivo. A dissecação total de uma carcaça em músculo, osso e gordura é considerada a técnica ideal no conhecimento da composição tecidular (Fisher e De Boer, 1994). Este conhecimento é importante para que os produtores possam escolher o maneio dos animais que melhor se adequa às exigências do mercado. No presente trabalho determinou-se a composição tecidular da carcaça de suínos da raça Bísara, desde o nascimento até à maturidade. Para tal, foram dissecadas 20 meias carcaças de fêmeas com pesos vivos que variaram entre 10,5 e 228 kg e com graus de maturidade entre 5 e 100%. A desmancha e a dissecação das carcaças foram efectuadas de acordo com o método de referência da União Europeia (Walstra e Merkus, 1995), e decorreram na sala experimental de abate da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. As estimativas dos tecidos da carcaça apresentam um elevado coeficiente de determinação. Em algumas situações, o desvio padrão residual, apesar de apresentar um valor absoluto baixo, pode, em termos relativos, representar erros bastante significativos nas estimativas para carcaças de baixo peso. A perna é a peça que melhor estima a quantidade de músculo e gordura da carcaça, sendo possível obter a quantidade de osso por diferença. Os erros das estimativas dos tecidos da carcaça obtidas com as 5 peças nobres são menores comparativamente aos verificados nas estimativas obtidas com base nas peças individualizadas.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4341
Appears in Collections:CA - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Estimativa da composição......Bísara.pdf3,62 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE