Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciência Animal >
CA - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4340

Título: Efeito do sexo, peso de carcaça e grau de maturidade nas medidas e peças da carcaça de cabritos Serranos
Autor: Rodrigues, Sandra
Cadavez, Vasco
Pereira, Etelvina
Badillo, R.
Delfa, R.
Teixeira, A.
Palavras-chave: Cabritos
Carcaça
Peças de talho
Maturidade
Raça Serrana
Issue Date: 2006
Editora: APEZ
Citação: Delfa, R.; Teixeira, A. (2006) - Efeito do sexo, peso de carcaça e grau de maturidade nas medidas e peças da carcaça de cabritos Serranos. In XVI Congresso de Zootecnia: Saber Produzir, Saber Transformar. Castelo Branco. p. 150-156
Resumo: O objectivo deste trabalho foi estudar o efeito do sexo, do peso da carcaça e do grau de maturidade nas medidas de conformação e na proporção de peças da carcaça de cabritos Serranos. Para tal utilizaram-se 60 cabritos (31 machos e 29 fêmeas), com peso de carcaça compreendido entre 4 e 8 kg, o que correspondeu a 18 a 44% de maturidade para as fêmeas e 14 a 37% para os machos. Os cabritos foram abatidos após 24 horas de jejum, e carcaças rerigeradas durante 24 horas, após o qual foram transportadas para a Escola Superior Agrária de Bragança. Foram efectuadas diversas medidas lineares de conformação da carcaça, após o que foram desmanchadas seguindo o procedimento do corte da estação Zootécnica Nacional. Quando comparados ao mesmo peso, os machos apresentaram maior (P<0,05) índice de compacidade do que as fêmeas. As medidas F (comprimento da perna), K (comprimento da carcaça) e G (largura da carcaça) e o índice de compacidade da carcaça (PCQ/K) aumentaram (P<0,05) com o aumento de peso da carcaça. Ao mesmo grau de maturidade, as diferenças entre sexos nas medidas F, G, K e no índice PCQ/K foram acentuadas. As fêmeas apresentaram menores (P<0,05) medidas de lineares F, G, K e índice PCQ/K do que os machos. As fêmeas apresentaram maior (P<0,05) proporção de sela, de aba e de GPR, enquanto que os machos apresentaram maior (P<0,05) proporção de costeleta e de pá. Observou-se um aumento (P<0,05) na percentagem de sela e de aba e uma diminuição (P<0,05) na percentagem de perna, de pá e de costeleta anterior com o aumento de peso da carcaça. A percentagem de gordura pélvica e renal diminuiu (P<0,05) dos 4 para os 6 kg e aumentou (P<0,05) dos 6 para os 8 kg.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4340
Appears in Collections:CA - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
APEZ 2006 Efeito sexo.pdf142,67 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia