Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ciência Animal >
CA - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4340

Título: Efeito do sexo, peso de carcaça e grau de maturidade nas medidas e peças da carcaça de cabritos Serranos
Autor: Rodrigues, Sandra
Cadavez, Vasco
Pereira, Etelvina
Badillo, R.
Delfa, R.
Teixeira, A.
Palavras-chave: Cabritos
Carcaça
Peças de talho
Maturidade
Raça Serrana
Issue Date: 2006
Editora: APEZ
Citação: Delfa, R.; Teixeira, A. (2006) - Efeito do sexo, peso de carcaça e grau de maturidade nas medidas e peças da carcaça de cabritos Serranos. In XVI Congresso de Zootecnia: Saber Produzir, Saber Transformar. Castelo Branco. p. 150-156
Resumo: O objectivo deste trabalho foi estudar o efeito do sexo, do peso da carcaça e do grau de maturidade nas medidas de conformação e na proporção de peças da carcaça de cabritos Serranos. Para tal utilizaram-se 60 cabritos (31 machos e 29 fêmeas), com peso de carcaça compreendido entre 4 e 8 kg, o que correspondeu a 18 a 44% de maturidade para as fêmeas e 14 a 37% para os machos. Os cabritos foram abatidos após 24 horas de jejum, e carcaças rerigeradas durante 24 horas, após o qual foram transportadas para a Escola Superior Agrária de Bragança. Foram efectuadas diversas medidas lineares de conformação da carcaça, após o que foram desmanchadas seguindo o procedimento do corte da estação Zootécnica Nacional. Quando comparados ao mesmo peso, os machos apresentaram maior (P<0,05) índice de compacidade do que as fêmeas. As medidas F (comprimento da perna), K (comprimento da carcaça) e G (largura da carcaça) e o índice de compacidade da carcaça (PCQ/K) aumentaram (P<0,05) com o aumento de peso da carcaça. Ao mesmo grau de maturidade, as diferenças entre sexos nas medidas F, G, K e no índice PCQ/K foram acentuadas. As fêmeas apresentaram menores (P<0,05) medidas de lineares F, G, K e índice PCQ/K do que os machos. As fêmeas apresentaram maior (P<0,05) proporção de sela, de aba e de GPR, enquanto que os machos apresentaram maior (P<0,05) proporção de costeleta e de pá. Observou-se um aumento (P<0,05) na percentagem de sela e de aba e uma diminuição (P<0,05) na percentagem de perna, de pá e de costeleta anterior com o aumento de peso da carcaça. A percentagem de gordura pélvica e renal diminuiu (P<0,05) dos 4 para os 6 kg e aumentou (P<0,05) dos 6 para os 8 kg.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4340
Appears in Collections:CA - Artigos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
APEZ 2006 Efeito sexo.pdf142,67 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia