Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Tecnologia e Gestão >
Mecânica Aplicada >
DMA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4326

Título: Influência do comportamento real das ligações em pórticos metálicos de travessas inclinadas
Autor: Nogueiro, Pedro
Palavras-chave: Estruturas
Metálicas
Issue Date: 2000
Citação: Nogueiro, Pedro (2000) - Influência do comportamento real das ligações em pórticos metálicos de travessas inclinadas. Coimbra: Universidade de Coimbra. Dissertação de Mestrado em Engenharia Civil - Especialização em Estruturas.
Resumo: O objectivo deste trabalho consiste em estudar a influência do comportamento real das ligações em pórticos de travessas inclinadas. Todo o trabalho desenvolvido assenta na elaboração de análises: (i) elástica de 1.ª ordem, (ii) linear de estabilidade (cargas críticas), (iii) elástica de 2.ª ordem, (iv) elasto-plástica de 1.ª ordem e (v) elasto-plástica de 2.ª ordem, aplicadas a pórticos metálicos de travessas inclinadas. A estratégia seguida baseia-se no estudo do comportamento de pórticos metálicos, simulando a rigidez das ligações, através de uma lei de comportamento bi-linear. A rigidez atribuída a cada uma das ligações é alterada ao longo de cada análise, consoante se trate de uma ligação rotulada, semi-rígida ou rígida. Aplicam-se todas as análises, depois de devidamente calibradas, a um pórtico base (PB), apresentando-se logo de seguida os resultados de um estudo paramétrico mais abrangente, quer em gama estrutural quer em estados limites considerados. Depois, comparam-se os resultados alcançados através de métodos aproximados com os resultados obtidos através do programa de cálculo automático LUSAS [1], na determinação de cargas críticas e na determinação dos esforços de 2.ª ordem, procurando aqui avaliar algumas considerações presentes no Eurocódigo 3 (EC3) [2], relativamente aos intervalos que obrigam à consideração, ou não, dos efeitos de 2.ª ordem. Por último, apresenta-se a validação da análise dinâmica, finalizando o trabalho com as conclusões finais e os desenvolvimentos futuros.
URI: http://hdl.handle.net/10198/4326
Appears in Collections:DMA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação de mestrado - Pedro Nogueiro(1).pdf1,56 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia