Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Teses de Mestrado >
AA - Animação Artística >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4297

Título: O culto do pão
Autor: Sales, Georgina Sofia
Orientador: Canotilho, Luís Manuel Leitão (Ori.)
Issue Date: 2010
Editora: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Educação
Citação: Sales, Georgina Sofia (2010) - O culto do pão. Bragança : ESE. Relatório de Estágio para obtebção do Grau de Mestre em Animação Artística
Resumo: A origem e a evolução do pão acompanham a História da Humanidade. A localização de indícios do nascimento da Humanidade é a mesma dos vestígios da presença de cereais que foram dando lugar às diferentes formas conhecidas do pão, alimento base de diferentes civilizações. As grandes civilizações antigas, egípcia, grega e romana, tiveram neste alimento um centro do seu desenvolvimento. Durante a Idade Média foi, por vezes, o único alimento dos povos. Também assumiu diferentes papéis, económicos, políticos e ideológicos, em diversos momentos da História da Humanidade, desde a Revolução Francesa até à Iª Guerra Mundial. Os diferentes processos pelos quais se passa até se chegar ao alimento servem de linha orientadora desta investigação: o cultivo e as diferentes características dos mais diversos cereais utilizados, de forma mais ou menos frequente ao longo da História, as técnicas de moagem e as tradições populares e mitológicas que acompanham essa etapa da confecção e o processo de cozedura, tal como o significado ou a arquitectura dos fornos, em especial os de lenha. Para além disso é de enorme relevância, senão mesmo primordial nesta investigação, abordar as questões ligadas ao simbolismo do pão. Os aspectos ligados à sacralidade e à profanidade constituem bases muito bem assentes na cultura judaico-cristã que marcam a nossa civilização ocidental. O significado simbólico do pão é bastante vasto e o seu campo semântico envolve conceitos muito variados, como a sexualidade e a fecundidade, a religião e as tradições populares ou os mitos e conhecimentos mais ou menos científicos. Os rituais que resultam dessa actividade simbólica são apresentados nesta investigação relativamente ao espaço geográfico português do Nordeste Transmontano. O culto do pão e as festas desta região são exemplificados através de três casos específicos: Festa de São Gonçalo em Outeiro (Bragança), Festa do Charolo e do Ramo em Rio Frio e Festa do Bitórró em Soutelo (Bragança). Para além disso é objectivo promover a preservação destas tradições populares, através da memória e da experimentação das mesmas, de modo a potenciar as características específicas de determinadas populações e territórios. O papel das crianças neste objectivo será muito importante e, para isso, são apresentadas algumas actividades realizadas com crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico.The origin and evolution of the bread are close of the Mankind History. The evidence location of the birth of humanity is the same as evidence of the cereals that were giving rise to the different known forms of bread, staple food of various civilizations. The great ancient civilizations, Egyptian, Greek and Roman, had this food as the center of their development. During the Middle Ages it was, sometimes, the only food of the people. And since the French Revolution until the Bolshevik Revolution, through the First World War, bread assumed economic, political and ideological roles. The various processes by which bread passes until it reaches to food, serve as a guideline to this research: the cultivation and the different characteristics of many different cereals used, more or less frequent throughout history, the techniques of grinding and traditions and popular mythology that accompany this stage of cooking process, such as the meaning of the architecture of the furnaces, especially firewood. Furthermore, it is of enormous importance, if not paramount in this research, addressing issues related to the symbolism of bread. The aspects of the sacredness and profanity bases are very firm on the Judeo-Christian culture that marks our Western civilization. The symbolic meaning of the bread is quite wide and its semantic field involves very different concepts, such as sexuality and fertility, religion, popular traditions and myths and scientific knowledge. The rituals that result from this symbolic activity are presented in this investigation from the geographic area of northeastern Portuguese (Trás-os-Montes). The cult of bread and the festivals of this region are exemplified by three specific cases : Feast of St. Gonçalo (Festa de São Gonçalo) in Outeiro, Feast of the Charolais and the Branch (Festa do Charolo e do Ramo) in Rio Frio and Festival of Bitorro (Festa do Bitórró) in Soutelo. Furthermore objective is to promote the preservation of these folk traditions, through memory and the trial thereof, in order to enhance the specific characteristics of certain population and territories. The role of children in this objective will be very important and, therefore, presents some activities with children in primary education are presented.
URI: http://hdl.handle.net/10198/4297
Appears in Collections:AA - Animação Artística

Files in This Item:

File Description SizeFormat
O culto d...pdf4,33 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia