Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/4247
Título: Idadismo
Autor: Magalhães, Carlos Pires
Antão, Celeste
Anes, Eugénia
Fernandes, Adília
Palavras-chave: Idadismo
Estereótipos
Data: 2009
Editora: SevenProf
Citação: Magalhães, Carlos Pires; Antão, Celeste; Anes, Eugenia; Fernandes, Adília ( 2009) Idadismo. In Congresso o Doente Crónico e a Saúde Comunitária. Lousada
Resumo: O termo idadismo (ageism) foi introduzido em 1969 por Butler (1969, p.243), definindo-o como um processo de “estereótipos e discriminação sistemática contra as pessoas por elas serem idosas, da mesma forma que o racismo e o sexismo o fazem com a cor da pele e o género”. Para Palmore (1999), o idadismo traduz um preconceito ou uma forma de discriminação, contra ou a favor a um grupo etário. A discriminação pode ocorrer de uma forma pessoal por indivíduos ou institucional, traduzido pela discriminação para com os idosos, resultante da política de uma instituição ou organização. O idadismo pode acarretar várias consequências para a população mais idosa.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/4247
Versão do Editor: www.jasfarma.pt/noticia.php?id=2595
Aparece nas colecções:CE - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Comunicação - Idadismo.pdf77,64 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.