Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Educação >
Departamento de Ciências do Desporto e Educação Física >
DCDEF - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4054

Título: Aptidão física associada à saúde da população escolar (6 a 10 anos de idade) do arquipélago dos Açores, Portugal
Autor: Lopes, Vítor P.
Maia, José A.R.
Silva, R.G.
Seabra, André
Morais, F.P.
Issue Date: 2004
Editora: Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos
Citação: Lopes, Vítor P.; Maia, J. A. R.; Silva, R. G; Seabra, A.; Morais, F. P. (2004) - Aptidão física associada à saúde da população escolar (6 a 10 anos de idade) do arquipélago dos Açores, Portugal. Revista Brasileira de Cineatropometria e Desempenho Humano. ISSN 1415-8426. 6:2, p. 7-16
Resumo: Pretendeu-se (1) conhecer os níveis da aptidão física associada à saúde (ApFS) da população escolar de 6 a 10 anos de idade do arquipélago dos Açores, Portugal e (2) analisar as diferenças entre os sexos ao longo da idade. A amostra foi constituída por 3742 crianças, de ambos os sexos, residentes no arquipélago dos Açores. A avaliação da ApFS foi efectuada de acordo com a bateria de testes FITNESSGRAM: corrida/marcha da milha, curl-ups, push-ups, trunk lift e índice de massa corporal (kg/m-2). Foram utilizados os procedimentos usuais para descrever as variáveis, bem como: χ2 para testar as diferenças entre os sexos nas taxas de sucesso em cada grupo etário; ANOVA factorial (sexo*idade) para testar as diferenças entre grupos etários e entre os géneros sexuais; função discriminante para verificar a presença de perfis multivariados da ApFS em cada grupo etário. As taxas de sucesso quer dos meninos e das meninas são baixas. Em ambos os sexos ocorre um decréscimo acentuado do sucesso ao longo de idade. Nas meninas, aos 10 anos, a taxa de sucesso global em todas as provas é somente de 18%, enquanto que nos meninos é de 39%. Em todas as provas os meninos apresentam desempenhos médios superiores aos das meninas, qualquer que seja a idade. Embora haja crianças com perfil de ApFS correspondente a faixas etárias mais elevadas, existe um número muito elevado de crianças de ambos os sexos com perfil de ApFS abaixo do que seria de esperar para a sua idade.
URI: http://hdl.handle.net/10198/4054
ISSN: 1415-8426
Appears in Collections:DCDEF - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Lopes(2004)AptFisAcoresRBCDH.pdf128,71 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia