Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Tecnologia e Gestão >
Teses de Mestrado >
GO - Gestão das Organizações >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/4048

Title: Impacto económico da doença pulmonar obstrutiva crónica: sinais para a adopção de cinesiterapia respiratória
Authors: Fernandes, Cristina Maria Pires
Advisor: Nunes, Alcina
Keywords: Doença pulmonar obstrutiva crónica
Cinesiterapia respiratória
Impactos económicos
Modelo de regressão logística
Issue Date: 2011
Publisher: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Citation: Fernandes, Cristina Maria Pires (2011) – Impacto económico da doença pulmonar obstrutiva crónica: sinais para a adopção de cinesiterapia respiratória. Bragança: Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Dissertação de Mestrado em Gestão das Organizações – Ramo de Gestão de Unidades de Saúde
Abstract: A Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), caracterizada por exacerbações agudas recorrentes, afecta um grande número de doentes e está associada à morbilidade significativa, à incapacidade e à mortalidade. Mundialmente, é responsável por enormes gastos financeiros, no sector da saúde, constituindo, por isso, um problema importante de saúde pública. Para os doentes, recomenda-se a reabilitação pulmonar/cinesiterapia respiratória com vista a aumentar a tolerância ao exercício, a melhoria dos sintomas e da qualidade de vida e a redução das exacerbações recorrentes. De forma a identificar os factores que influenciam a probabilidade de ocorrência de algumas situações com impacto económico – afluência ao serviço de urgência, internamento, despesa em medicação, utilização de aparelhos respiratórios, interferência na actividade produtiva e limitações no quotidiano – este trabalho aplica a metodologia de regressão logística (modelo logit) a uma população, residente no distrito de Bragança, identificada como portadora de DPOC nos estádios II e III. Ao identificarem-se, através da análise descritiva e inferencial, os factores demográficos e clínicos, que maior probabilidade possui de apresentar um impacto económico negativo, é possível perceber como a cinesiterapia pode actuar para atenuar tais impactos. O género do doente, os seus hábitos tabágicos, a idade e o estádio da doença identificam-se como factores explicativos do recurso ao serviço de urgência, internamento e aumento da despesa em medicação. A ocorrência de crises e a sua duração, a falta de ar, a expectoração e a pieira são também factores com um importante impacto económico negativo, especialmente, quando se analisam as limitações decorrentes da doença na actividade produtiva e no quotidiano. Ora, a cinesiterapia actua, precisamente, naqueles factores que, neste trabalho de investigação, se identificam como os de maior importância na explicação dos impactos económicos seleccionados, potenciando a conclusão de que os benefícios da reabilitação respiratória são fundamentais também em termos económicos. Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD), characterized by recurrent acute exacerbations, affects a large number of patients and is associated with significant morbidity, incapacity and mortality. Worldwide, is responsible for huge financial expenses in the health sector, thus representing a relevant public health problem. Pulmonary rehabilitation/respiratory kinesiotherapy is recommended to patients with the aim of increasing their tolerance to exercise and improving their symptoms and quality of life, as well as decreasing recurrent exacerbations. This work aims to identify the factors which influence the probability of occurrence of some situations with economic impact – the inflow to emergency departments, hospital admission, medication expenses, the use of respiratory devices, the interference with productive activity, and daily life limitations. The methodology used was the logistic regression model (logit model), applied to a population living in Bragança district and who were identified as carriers of COPD in stages II and III. After having identified, through descriptive and inferential analysis, the demographic and medical factors which carry a higher probability of representing a negative economic impact, it is possible to understand how kinesiotherapy can act to mitigate such impacts. Patients’ gender, their smoking habits, age and stage of the disease were identified as factors which explain the use of emergency departments, hospital admission, and the increase of medication expenses. The occurrence of crisis and their duration, lack of air, expectoration and wheezing also represent factors with a significant negative economic impact, especially when we analyze the limitations in productive activity and daily life caused by the disease. As kinesiotherapy acts precisely on the factors which were identified in this work as those of major importance for the explanation of the selected economic impacts, it is possible to conclude that the benefits of respiratory rehabilitation are also crucial in economic terms.
Peer Reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/4048
Appears in Collections:GO - Gestão das Organizações

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Final Cristina.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE