Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3863

Título: Ecologia da vegetação de orla de bosque de carvalho-negral na Serra da Nogueira, Bragança, Portugal
Autor: Rocha, S.
Aguiar, Carlos
Azevedo, João
Palavras-chave: Orlas
Diversidade
Carvalho negral
Serra da Nogueira
Issue Date: 2006
Editora: ALFA
Citação: Rocha, S.; Aguiar, C.; Azevedo, J.C. (2006) - Ecologia da vegetação de orla de bosque de carvalho-negral na Serra da Nogueira, Bragança, Portugal . In VI Encontro ALFA de Fitossociologia. Angra do Heroísmo
Resumo: Avaliou-se o efeito do gradiente "distância à orla" na estrutura e composição florística de dois bosques de Quercus pyrenaica na Serra da Nogueira, Bragança, Portugal. Em cada bosque estabeleceram-se 8 transectos de 40 m com início na orla do bosque e orientados perpendicularmente a esta. Em cada transecto estabeleceram-se bandas de amostragem de 1 x 10 m dispostas perpendiculares aos transactos a 0, 1, 5, 10,20 e 40 m da orla do bosque. Nestas bandas avaliaram-se a composição florística, abundância e coberto por espécies e os parâmetros; dendrométricos DAP, percentagem de coberto e densidade. Observou-se uma modificação da composição florística, estrutura e diversidade ao longo do gradiente" distância à cria", mais acentuada nos 10 m mais próximos da margem do bosque. A dissimilaridade florística foi máxima entre os pontos de amostragem situados a 5 e 10 m. Através de uma Análise de Redundância (RDA) com recurso a covariáveis e permutações de Monte-Carlo verificou-se ainda que a distância à margem e a idade do bosque tinham um efeito significativo na composição florísitica das comunidades de orla. Conclui-se que orlas dos bosques de Quercus pyrenaica apresentam variações significativa na estrutura e composição florística ao longo do gradiente" distância à orla", mais evidente nos primeiros 10 m. Conclui-se também que existe um efeito pronunciado da idade da cria na sua composição florística e no padrão de distribuição da diversidade nesse gradiente, fados fundamentais a ter em consideração na gestão dos carvalhos de Quercus pyrenaica da Serra da Nogueira.
Arbitragem científica: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/3863
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
RochaetalALFA2006.pdf204,35 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE