Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Ambiente e Recursos Naturais >
ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3816

Título: Estrutura da mesofauna num ensaio de produção de biomassa lenhosa para energia no Nordeste de Portugal: padrão espacial e relação com variáveis edáficas
Autor: Pinto, M. Alice
Santos, Sónia A.P.
Reis, Mariana
Sousa, J. Paulo
Fonseca, Felícia
Amaral, Alexandra
Castro, João Paulo
Azevedo, João
Palavras-chave: Biomassa
Mesofauna
Issue Date: 2009
Editora: Universidad de Granada
Citação: Pinto, M. Alice; Santos, Sónia A.P.; Reis, Mariana; Sousa, J. Paulo; Fonseca, Felícia; Amaral, Alexandra; Castro, J. Paulo; Azevedo, João (2009) - Estrutura da mesofauna num ensaio de produção de biomassa lenhosa para energia no Nordeste de Portugal: padrão espacial e relação com variáveis edáficas. In XXVI Jornadas de la Asociación Española de Entomología: Biodiversidad y Conservación en Sierra Nevada. Granada
Resumo: A produção de energia a partir de sistemas intensivos de biomassa lenhosa constitui uma alternativa interessante para solos agrícolas abandonados. Um dos parâmetros de sustentabilidade destes sistemas é a manutenção da biodiversidade do solo uma vez que a fauna edáfica desempenha funções ecológicas importantes. Pretende-se neste estudo (1) analisar o padrão espacial da abundância da comunidade de mesofauna e (2) relacionar a sua estrutura com variáveis edáficas num ensaio de biomassa lenhosa para produção de energia num solo de uso agrícola do Nordeste de Portugal. A amostragem da mesofauna decorreu na fase que antecedeu a instalação do ensaio constituindo assim o ponto de partida para avaliar a evolução temporal da estrutura da mesofauna resultante da alteração do uso do solo. Em Outubro de 2007 recolheram-se 105 amostras de solo (cilindro de la cm de altura e 5 cm de diâmetro) distribuídas por 14 transectos. A mesofauna foi retirada usando um extractor McFadyen e depois identificada por grandes grupos e o solo foi analisado quanto ao teor de humidade, pH, % de matéria orgânica, % de carbono, % de azoto e C/No No total das amostras foram quantificados 20719 indivíduos pertencentes a 19 taxa sendo os ácaros e os colêmbolos os grupos dominantes, com uma abundância relativa de 82% e 15.4% respectivam ente. Os parâmetros de abundância da mesofauna foram utilizados para analisar a distribuição espacial com base em métodos geoestatísticos. Nenhuma das variáveis analisadas relativas à mesofauna indicou a existência de continuidade espacial. A análise canónica de correspondência mostrou que os parâmetros químicos do solo explicam 16.2 % do total da variabilidade encontrada nos taxa_ No entanto, não foram encontradas associações evidentes entre as variáveis explanatórias (solo) e as variáveis de resposta (abundância), o que pode ser explicado pela história recente de utilização agrícola intensiva deste solo com mobilizações frequentes que conduzem à homogeneização de todos os parâmetros do solo e consequente destruição de um eventual padrão espacial.
URI: http://hdl.handle.net/10198/3816
Appears in Collections:ARN - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Livro_Resumos.pdf905,85 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE