Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/3383
Título: A eficácia organizacional das instituições portuguesas de ensino superior agrário
Autor: Fernandes, António
Palavras-chave: Eficácia organizacional
Ensino Superior
Ciências agrárias
Portugal
Data: 2006
Editora: Junta de Castilla y León
Citação: Fernandes, A. (2007) - A eficácia organizacional das instituições portuguesas de ensino superior agrário, Actas del 10º Congreso de Economía de Castilla y León, Colección Análisis económicos. Valladolid, p. 369. ISBN 978-84-690-420-8
Resumo: A avaliação da eficácia organizacional das instituições portuguesas de ensino superior agrário é o tema central desta comunicação. O enquadramento teórico do tema revela a inexistência de consensos relativamente ao conceito estudado. Por essa razão, para fazer a construção teórica acerca da eficácia organizacional foi necessário recorrer ao uso de bases teóricas já existentes que permitissem pôr alguma ordem na confusão existente. Assim, às quatro dimensões de eficácia organizacional que podem encontrar-se no Modelo dos Valores Competitivos, nomeadamente, a dimensão burocrática, a dimensão humana, a dimensão sistémica e a dimensão racional; juntou-se uma nova dimensão que se apelidou de política. Assim, o carácter multi-dimensional da eficácia organizacional obriga ao recurso a uma bateria de 63 indicadores que permitem avaliar nove critérios de eficácia que podem ser agrupados em três domínios, designadamente, o domínio académico interno, o domínio da adaptação externa e o domínio da motivação. Os resultados mostram que os níveis de eficácia nos diferentes domínios são, globalmente, sofríveis. Apesar disso, o critério da qualidade obtém uma classificação elevada. De igual modo, os aspectos comportamentais característicos da dimensão das relações humanas e da dimensão dos objectivos racionais foram mais valorizados pelos gestores de topo das instituições de ambos subsistemas. Pelo contrário, nas unidades orgânicas, os níveis de eficácia elevados devem-se, segundo os seus dirigentes, ao critério da qualidade; ao critério racional e ao critério burocrático.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/3383
ISBN: 978-84-690-420-8
Aparece nas colecções:CSE - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Resumo antonio.pdf427,7 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.