Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Produção e Tecnologia Vegetal >
PTV - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3074

Título: Adubação azotada, potássica e fosfatada na cultura da batata. Produtividade e eficiência de uso dos nutrientes
Autor: Rodrigues, M.A.
Arrobas, Margarida
Issue Date: 2004
Editora: Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo
Citação: Rodrigues, Manuel; Arrobas, Margarida (2004) - Adubação azotada, potássica e fosfatada na cultura da batata. Produtividade e eficiência de uso dos nutrientes. In I Congresso Ibérico da Ciência do Solo. Bragança
Resumo: São apresentados resultados de um ensaio de fertilização com azoto, fósforo e potássio na cultura da batata. A experiencia decorreu em Bragança, na Qta. de Sta Apolónia, no ano de 2002. Quatro doses de fósforo (0, 50, 100 e 200 kg P205/ha), quatro doses de potássio (0, 50, 100 e 200kg K20/ha) e cinco doses de N (O, 50, 100, 200 e 400 kgíha) foram aplicadas em fundo na forma de superfosfato 18 %, cloreto de potássio e ureia, respectivamente, em talhões completamente casualizados com três repetições. A produção de tubérculos atingiu 42 Mg/ha nas modalidades mais produtivas. A adubação fosfatada não influenciou a produção de forma significativa (P>0.05). Com a adubação potássica conseguiram-se aumentos na produção de tubérculos relativamente à testemunha superiores a 8 Mglha. O efeito foi estatisticamente significativo (P <0.05) até 100 kg K20/ha. A adubação azotada induziu aumentos da mesma ordem de grandeza do potássio (8 Mg/ha, relativamente à testemunha), com diferenças significativas entre tratamentos. As curvas de resposta da produção de tubérculos ao N e K aderiram a modelo exponencial assimptótico, significando aumentos de produção para doses moderadas dos elementos e estabilização em patamar pais. doses elevadas. Nenhum dos elementos influenciou de forma significativa o teor de Matéria seca dos tubérculos. Indicadores do estado nutritivo das plantas, designadamente a concentração em nitratos nos pecíolos, reflectiram com elevada sensibilidade a disponibilidade de azoto no solo. Os resultados destacam a importância do azoto e do potássio na adubação da cultura da batata e mostram incapacidade em se influenciar o teor de matéria seca dos tubérculos a partir da fertilização.
Arbitragem científica: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/3074
Appears in Collections:PTV - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
NPK batata.pdf77,13 kBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE