Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior Agrária >
Produção e Tecnologia Vegetal >
PTV - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3074

Título: Adubação azotada, potássica e fosfatada na cultura da batata. Produtividade e eficiência de uso dos nutrientes
Autor: Rodrigues, M.A.
Arrobas, Margarida
Issue Date: 2004
Editora: Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo
Citação: Rodrigues, Manuel; Arrobas, Margarida (2004) - Adubação azotada, potássica e fosfatada na cultura da batata. Produtividade e eficiência de uso dos nutrientes. In I Congresso Ibérico da Ciência do Solo. Bragança
Resumo: São apresentados resultados de um ensaio de fertilização com azoto, fósforo e potássio na cultura da batata. A experiencia decorreu em Bragança, na Qta. de Sta Apolónia, no ano de 2002. Quatro doses de fósforo (0, 50, 100 e 200 kg P205/ha), quatro doses de potássio (0, 50, 100 e 200kg K20/ha) e cinco doses de N (O, 50, 100, 200 e 400 kgíha) foram aplicadas em fundo na forma de superfosfato 18 %, cloreto de potássio e ureia, respectivamente, em talhões completamente casualizados com três repetições. A produção de tubérculos atingiu 42 Mg/ha nas modalidades mais produtivas. A adubação fosfatada não influenciou a produção de forma significativa (P>0.05). Com a adubação potássica conseguiram-se aumentos na produção de tubérculos relativamente à testemunha superiores a 8 Mglha. O efeito foi estatisticamente significativo (P <0.05) até 100 kg K20/ha. A adubação azotada induziu aumentos da mesma ordem de grandeza do potássio (8 Mg/ha, relativamente à testemunha), com diferenças significativas entre tratamentos. As curvas de resposta da produção de tubérculos ao N e K aderiram a modelo exponencial assimptótico, significando aumentos de produção para doses moderadas dos elementos e estabilização em patamar pais. doses elevadas. Nenhum dos elementos influenciou de forma significativa o teor de Matéria seca dos tubérculos. Indicadores do estado nutritivo das plantas, designadamente a concentração em nitratos nos pecíolos, reflectiram com elevada sensibilidade a disponibilidade de azoto no solo. Os resultados destacam a importância do azoto e do potássio na adubação da cultura da batata e mostram incapacidade em se influenciar o teor de matéria seca dos tubérculos a partir da fertilização.
Arbitragem científica: no
URI: http://hdl.handle.net/10198/3074
Appears in Collections:PTV - Resumos em Proceedings Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
NPK batata.pdf77,13 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia