Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3038

Título: Auto-actualização e sofrimento na explicação da aceitação do doença crónica
Autor: Baptista, Gorete
Palavras-chave: Aceitação da doença
Auto-actualização
Sofrimento
Issue Date: 2002
Editora: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
Citação: Baptista Martins, Maria Gorete (2002) Auto-actualização e sofrimento na explicação da aceitação da doença crónica. Porto: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.Dissertação de Mestrado em Psiquiatria e Saúde Mental
Resumo: A presente investigação versa essencialmente a influência da auto-actualização e das experiências de sofrimento na aceitação da doença pelo insuficiente renal crónico em tratamento de hemodiálise. Foi desenvolvido um estudo exploratório descritivo, numa amostra de quarenta doentes, procedendo-se à sua caracterização considerando algumas variáveis sócio-demográficas e clínicas. Estas foram também utilizadas para verificar a sua influência no sofrimento, auto-actualização e aceitação da doença, não se tendo verificado correlações estatisticamente significativas. Foram seleccionados dois instrumentos para avaliar a aceitação da doença (Felton's AIS, 1984 e Linkowski ADS, 1969), pretendendo verificar a fiabilidade do primeiro em medir o mesmo fenómeno que o segundo, uma vez que nunca foi utilizado na população portuguesa. Os resultados permitem-nos inferir uma forte relação linear positiva e estatisticamente significativa entre as duas escalas (r =.844). A auto-actualização foi medida pela Escala de Auto-Actualização de M. Guerra e o sofrimento pelo IESSD de Mclntyre e Gameiro. As correlações entre essas variáveis revelaram-se estatisticamente significativas. Verificou-se uma correlação negativa moderada entre o sofrimento e a aceitação da doença (AIS: r = -.724; ADS: r = -.759), ou seja, um aumento nos scores de sofrimento provoca uma diminuição nos scores da aceitação da doença e vice-versa ; verificou-se ainda uma correlação positiva, moderada a forte, entre a auto-actualização e a aceitação da doença (AIS: r = .753 ; ADS: r =.759) ou seja, um aumento nos scores da auto-actualização provoca um aumento nos scores da aceitação da doença, sendo a auto-actualização a variável que mais a influencia. Em termos gerais, os resultados deste estudo remetem-nos para a multidimensionalidade e complexidade da aceitação da doença crónica pelo hemodialisado, reflectindo a importância de um paradigma de sofrimento e auto-actualização perante a sua condição de homem da doença. A busca de um sentido para a vida é a mais premente das suas necessidades.
URI: http://hdl.handle.net/10198/3038
Appears in Collections:CE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_Gorete.pdf17,17 MBAdobe PDFView/Open

Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE