Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/3038

Título: Auto-actualização e sofrimento na explicação da aceitação do doença crónica
Autor: Baptista, Gorete
Palavras-chave: Aceitação da doença
Auto-actualização
Sofrimento
Issue Date: 2002
Editora: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
Citação: Baptista Martins, Maria Gorete (2002) Auto-actualização e sofrimento na explicação da aceitação da doença crónica. Porto: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.Dissertação de Mestrado em Psiquiatria e Saúde Mental
Resumo: A presente investigação versa essencialmente a influência da auto-actualização e das experiências de sofrimento na aceitação da doença pelo insuficiente renal crónico em tratamento de hemodiálise. Foi desenvolvido um estudo exploratório descritivo, numa amostra de quarenta doentes, procedendo-se à sua caracterização considerando algumas variáveis sócio-demográficas e clínicas. Estas foram também utilizadas para verificar a sua influência no sofrimento, auto-actualização e aceitação da doença, não se tendo verificado correlações estatisticamente significativas. Foram seleccionados dois instrumentos para avaliar a aceitação da doença (Felton's AIS, 1984 e Linkowski ADS, 1969), pretendendo verificar a fiabilidade do primeiro em medir o mesmo fenómeno que o segundo, uma vez que nunca foi utilizado na população portuguesa. Os resultados permitem-nos inferir uma forte relação linear positiva e estatisticamente significativa entre as duas escalas (r =.844). A auto-actualização foi medida pela Escala de Auto-Actualização de M. Guerra e o sofrimento pelo IESSD de Mclntyre e Gameiro. As correlações entre essas variáveis revelaram-se estatisticamente significativas. Verificou-se uma correlação negativa moderada entre o sofrimento e a aceitação da doença (AIS: r = -.724; ADS: r = -.759), ou seja, um aumento nos scores de sofrimento provoca uma diminuição nos scores da aceitação da doença e vice-versa ; verificou-se ainda uma correlação positiva, moderada a forte, entre a auto-actualização e a aceitação da doença (AIS: r = .753 ; ADS: r =.759) ou seja, um aumento nos scores da auto-actualização provoca um aumento nos scores da aceitação da doença, sendo a auto-actualização a variável que mais a influencia. Em termos gerais, os resultados deste estudo remetem-nos para a multidimensionalidade e complexidade da aceitação da doença crónica pelo hemodialisado, reflectindo a importância de um paradigma de sofrimento e auto-actualização perante a sua condição de homem da doença. A busca de um sentido para a vida é a mais premente das suas necessidades.
URI: http://hdl.handle.net/10198/3038
Appears in Collections:CE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_Gorete.pdf17,17 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia