Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Saúde >
Departamento de Ciências de Enfermagem >
CE - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/2628

Título: Aprendizagem: familia e parameologia
Autor: Antão, Celeste
Castro, Florêncio Vicente de
Veiga-Branco, Augusta
Palavras-chave: Família
Aprendizagem
Desenvolvimento
Parameologia
Issue Date: 2010
Editora: Asociación Nacional de Psicología Evolutiva y Educativade la Infancia, Adolescencia Mayores y Discapcidad
Citação: Antão, Celeste; Vicente, Florêncio; Branco, Maria Augusta (2001) - Aprendizagem: familia e parameologia. International Journal of Developmental and Educational Psycology. ISSN 0214-9877. 1. p. 463-466
Relatório da Série N.º: 1;
Resumo: A aprendizagem no seu todo é encarada como acção educativa, tem como finalidade ajudar a desenvolver no educando as capacidades que lhe permitam ser capaz de entrar numa relação pessoal com o meio em que vive (Tavares & Alarcão, 1990). É na realidade com base neste conceito e face ao tema em pesquisa, que nos parece importante explanar para compreender até que ponto as mensagens geracionais contribuem também para capacitar as relações do indivíduo com o meio envolvente, esperando que ele seja um contributo à comunidade académica e científica. A família, unidade básica importante na promoção da continuidade, valores e tradições em termos de aprendizagem em particular e socialização em geral. As tradições estão ligadas à memória colectiva e tem guardiães tal como defendido por Beck, Gidedens e Lash (2000). Os são provérbios integrantes do sistema de crenças, pode dizer-se que são impulsionadores de acções positivas, são modeladores de saúde, bem estar e felicidade e quanta mais emoção a a pessoa sentiu no momento em que ouviu determinado provérbio mais probabilidade de o reter definitivamente; quanto mais importante efectivamente a pessoa que o proferiu, mais certeza de se tornar uma ordem interna poderosa. (Azambuja, 2002 ; Bragança Júnior, 1999).
URI: http://hdl.handle.net/10198/2628
ISSN: 0214-9877
Appears in Collections:CE - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ARTIGO INFAD.pdf198,01 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


© Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia