Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/15948
Título: Sincronização de cios e inseminação artificial com sémen refrigerado em cabras da raça preta de Montesinho
Autor: Francisco, Lucas
Mateus, Óscar
Correia, Teresa Montenegro
Quintas, Hélder
Maurício, Raimundo
Fornazari, Raquel Rozana
Conradi, Anderclei
Carloto, Amândio
Valentim, Ramiro
Palavras-chave: Cabras
Raça Preta de Montesinho
Suplemento mineralvitamínico
Sincronização de cios
Inseminação artificial
Data: 2017
Citação: Francisco, Lucas; Mateus, Óscar; Correia, Teresa Montenegro; Quintas, Hélder; Maurício, Raimundo; Fornazari, Raquel; Conradi, Anderclei; Carloto, Amândio; Valentim, Ramiro (2017) - Sincronização de cios e inseminação artificial com sémen refrigerado em cabras da raça preta de Montesinho. In II Congresso das Agrárias. Elvas. ISBN 978-989-8806-23-9
Resumo: Este trabalho foi realizado com os objectivos de estudar a eficácia de um tratamento progestagénico curto + eCG na sincronização de cios e da aplicação da técnica de inseminaçao artificial (IA) com sémen refrigerado em cabras da raça autóctone portuguesa Preta de Montesinho. Nele foram utilizadas 10 cabras - 4 nulíparas e 6 multíparas. Na segunda semana do mês de Abril, a metade das cabras foram injectados suplementos mineralvitamínicos. O cio foi sincronizado através de um tratamento progestagénico "curto"+eCG (7 dias). A actividade ovárica pré e pós-tratamento foram estudadas através dos níveis plasmáticos de progesterona. A IA com sémen refrigerado foi realizada 43 horas após a administração de eCG. Nessa altura avaliaram-se os seguintes efeitos: tipo de Os externo, cor da mucosa da vagina, grau de lubrificação, viscosidade do muco cervical, local de deposição do sémen, ocorrência de refluxo e inseminador. Na segunda quinzena de Abril, todas as cabras estavam cíclicas. Por outro lado, todas elas responderam ao tratamento progestagénico "curto" + eCG. Quarenta e um dias após a IA, 60% das cabras estavam gestantes. A suplementaçao mineral-vitamfnica, a paridade, o tipo de Os externo, a cor da mucosa vaginal e a lubrificação não influenciaram significativamente a taxa de fertilidade. Pelo contrário, o local de deposição do sémen, o refluxo cervical e, particularmente, as competências técnicas do inseminador condicionaram significativamente a taxa de fertilidade.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/15948
ISBN: 978-989-8806-23-9
Aparece nas colecções:CIMO - Resumos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Resumos Elvas 4.pdf69,78 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.