Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/14408
Título: Iniciação à prática profissional e formação do professor reflexivo
Autor: Mesquita, Elza
Machado, Joaquim
Palavras-chave: Docência
Prática profissional
Reflexividade
Profissional reflexivo
Data: 2017
Editora: Universidade do Minho, Associação Portuguesa de Estudos Curriculares
Citação: Mesquita, Elza; Machado, Joaquim (2017) - Iniciação à prática profissional e formação do professor reflexivo. Revista de Estudos Curriculares. ISSN 2183-8755. 1:8, p. 51-68
Resumo: A observação de aulas consiste numa prática singular no âmbito da supervisão pedagógica, sendo primordial à reflexividade e muito conveniente para o desenvolvimento profissional dos professores em formação (inicial e contínua). O foco de análise, presente neste artigo, coloca-nos perante aspetos ligados à formação inicial de professores, sobretudo porque se vivencia, atualmente, um «volte face» na formação, originado pelo designado Processo de Bolonha. Este pressupõe que o/a aluno/a em formação arrogue um trabalho mais autónomo e que a instituição de formação valore o papel da comunicação dialógica entre todos os atores que contribuem para o seu desenvolvimento pessoal e profissional, de modo a favorecer a construção de uma cultura profissional que os considere parceiros de uma comunidade de práticas. O nosso estudo sustenta-se numa metodologia de natureza qualitativa e o campo de investigação incide, especificamente, sobre as práticas de formação de alunos/as futuros/as professores/as. Foca-se no próprio discurso dos participantes com o objetivo de compreender como percecionam a sua evolução como pessoas e como profissionais e, servindo-se das categorias da Target Language Observation Scheme (TALOS), procede à análise de conteúdo das suas reflexões sobre três aulas observadas onde transparece um autorretrato da prática profissional. Constata-se um processo de aperfeiçoamento das capacidades de observação e de auto-observação dos sujeitos do estudo. Notam-se também diferenças nas perceções que os/as formandos/as tinham sobre eles/as no início da prática de ensino supervisionada e as que têm no final, que resultam de mudanças operadas ao longo do processo formativo nas suas formas de ser, estar, agir e refletir. Conclui-se, por fim, que o facto de assumirem a praxis como uma ação intrincada favoreceu o aprofundamento da reflexividade e tornou-os/as mais abertos/as a novas possibilidades de ação.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/14408
ISSN: 2183-8755
Aparece nas colecções:DSPP - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
REVISTA DE ESTUDOS CURRICULARES_Vol 1, N.º 8, 2017.pdf520,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.