Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/1402
Título: Breve história da teoria da conservação e do restauro
Autor: Luso, Eduarda
Lourenço, Paulo B.
Almeida, Manuela
Palavras-chave: Restauro
Conservação
Património
História
Data: 2004
Editora: Universidade do Minho
Citação: Luso, Eduarda; Lourenço, Paulo B.; Almeida, Manuela (2004) - Breve história da teoria da conservação e do restauro. Engenharia Civil. ISSN 0873-1152. p.31-44
Resumo: Os monumentos sofrem as consequências das condições atmosféricas e dos diferentes usos sociais que gerações lhe atribuem ao longo dos tempos. Ainda que “restaurar” signifique repor em bom estado algo que perdeu as suas qualidades originais, a aplicação prática deste conceito não é simples. Tal como houve ao longo dos séculos uma evolução e alterações nos estilos usados na arquitectura, com aplicação de novos materiais, novas técnicas de construção e fundamentalmente novas correntes artísticas e arquitectónicas, o restauro também sofreu mutações, com mais intensidade a partir do século XIX. Da mesma forma, a noção de património abarca hoje consensualmente também pequenos edifícios, espaços envolventes, construções rurais e centros urbanos históricos de cidades e vilas.
URI: http://hdl.handle.net/10198/1402
ISSN: 0873-1152
Versão do Editor: http://hdl.handle.net/1822/2554
Aparece nas colecções:DCCP - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Eng Civil Pag 31-44.pdf273,9 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.