Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/13324
Título: Valorização de produtos de montanha pela utilização de tecnologias de processamento não convencionais
Autor: Pinela, José
Barros, Lillian
Prieto, M.A.
Antonio, Amilcar L.
Barreira, João C.M.
Cabo Verde, Sandra
Barreiro, M.F.
Carvalho, Ana Maria
Oliveira, M.B.P.P.
Ferreira, Isabel C.F.R.
Data: 2016
Citação: Pinela, José; Barros, Lillian; Prieto, M.A.; Antonio, Amilcar L.; Barreira, João C.M.; Cabo Verde, Sandra; Barreiro, M.F.; Carvalho, Ana Maria; Oliveira, M.B.P.P.; Ferreira, Isabel C.F.R. (2016) - Valorização de produtos de montanha pela utilização de tecnologias de processamento não convencionais. In Encontro com a Ciência e Tecnologia em Portugal. Lisboa
Resumo: Os vegetais embalados prontos a comer têm tido uma crescente aceitação por parte do consumidor por atenderem aos requisitos contemporâneos de conveniência, segurança e salubridade. O crescimento deste setor tem levado à introdução de novos produtos e à adoção de tecnologias de conservação mais eficientes, seguras e sustentáveis [1]. O consumidor procura também alimentos com características organoléticas diferenciadas das dos alimentos habitualmente consumidos diariamente. A recuperação do uso de Rumex induratus Boiss. & Reut. (azedas) e Nasturtium officinale R. Br. (agrião) poderá responder a esta procura, aliando garantia de qualidade e inovação. Visto a maioria dos tratamentos convencionais ser ineficaz em assegurar segurança sem comprometer a qualidade, e dada a preocupação em torno dos agentes químicos vulgarmente utilizados, a irradiação de alimentos e o embalamento em atmosfera modificada têm emergido como alternativas seguras e eficazes [1-4]. Neste sentido, este estudo teve como objetivo avaliar a eficácia de diferentes atmosferas de embalamento e de diferentes doses de radiação ionizante na conservação da qualidade destas espécies durante o armazenamento refrigerado. O uso sustentável de produtos vegetais para a recuperação de biomoléculas ou produção de ingredientes funcionais de valor acrescentado é uma estratégia útil que pode ajudar a enfrentar os desafios societais deste século. Atualmente é originada uma grande quantidade de resíduos de tomate (Lycopersicon esculentum Mill.) fresco durante as várias etapas do seu ciclo produtivo, desde a cultura até ao armazenamento e venda [5]. Estes resíduos são ricos em licopeno e vitaminas, mas também em compostos fenólicos [6,7]. Estes compostos bioativos estão envolvidos na prevenção de várias patologias humanas e são de elevada importância para a indústria alimentar, farmacêutica e cosmética. Visto os métodos convencionais utilizados para a extração destas biomoléculas apresentarem várias desvantagens, novas tecnologias mais eficientes e sustentáveis têm vindo a ser adotadas. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo otimizar as condições de extração assistida por tecnologia micro-ondas de antioxidantes hidrofílicos e lipofílicos e dos ácidos fenólicos e flavonoides maioritários da variedade de tomate redondo utilizando a metodologia de superfície de resposta (RSM).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/13324
Aparece nas colecções:CIMO - Posters em Encontros Científicos Nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
j.pinela.pdf970,54 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.