Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/11916
Título: Riscos ocupacionais e gestão ergonómica em postos de trabalho com utilização de equipamento informático
Autor: Neto, Signalda de Sousa
Orientador: Galvão, Ana Maria
Pereira, Cláudia Guimarães Pinto
Palavras-chave: Síndrome da visão de computador
Riscos ocupacionais
Lesões músculo-esqueléticas
Ergonomia
Data de Defesa: 2015
Resumo: Os riscos ocupacionais têm sido uma problemática nos postos de trabalho dotados de visor. Esta problemática carece de um estudo mais aprofundado, uma vez que a prevenção contínua contribui para o sucesso dos locais de trabalho. Este estudo pretende descrever a incidência/prevalência dos riscos laborais a que os profissionais cuja atividade requer o uso de equipamento de informática estão expostos. O objeto de estudo concentra a recolha de várias informações nos colaboradores, docentes e administrativos das cinco Escolas de Instituto Politécnico de Bragança (IPB). O processo de recolha de dados foi adaptado da lista de verificação de postos de trabalho com equipamentos dotados de visor da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT). O inquérito por questionário foi distribuído a 654 profissionais do IPB, obtendo-se uma taxa de resposta de 57,18% o que corresponde a um total de 374 amostras obtidas, assumindo um erro amostral de 3,32%. Os resultados obtidos após o inquérito revelam, no que diz respeito ao ruído no local de trabalho, que num total de 374 inquiridos, 115 indivíduos garantem que o ruído perturba o ambiente de trabalho. As Escolas com maiores evidências desta realidade são, a ESA, a ESE e a ESTiG. Concluiu-se também que não estão disponíveis no IPB o apoio de pés estável para os colaboradores. O inquérito aplicado demonstrou que mais de metade dos colaboradores, 55,1%, demonstrou a sua preocupação quanto a este facto. Entre os riscos sobressaem dois, relevantes para os profissionais que têm como a ferramenta de trabalho o computador: i) o risco físico, que pode causar danos auditivos, desconcentração ou défice no desempenho profissional; ii) o risco ergonómico, que conduz a diversos tipos de lesões músculo-esqueléticas. A implementação de algumas medidas estratégicas de gestão ao nível ergonómico, bem como as recomendações ao nível da prevenção e a consciencialização no âmbito da gestão das organizações, poderão reverter em ações que promovam a qualidade no trabalho. Esta observação é reforçada pela fiabilidade dos resultados do inquérito.
Los riesgos laboral es han sido un problema en oficinas equipadas con ordenadores o otros aparatos con pantalla. Este problema necesita más estudio, ya que la prevención continua contribuye al éxito en el lugar de trabajo. Este estudio tiene como objetivo describirla incidencia/prevalencia de riesgos laborales entre los profesionales cuya actividad requiere el uso de ordenador. El objeto de estudios e centra en reunir in formación distinta sobre los empleados, docentes y administrativos de las cinco Escuelas del Instituto Politécnico de Bragança (IPB). El proceso de recolección de datos es una adaptación de la lista de control de puestos de trabajo en los que existen pantallas de visualización definida por la Autoridad a las Condiciones de Trabajo (ACT). El cuestionarios e distribuyó a 654 profesionales del IPB, habiendo sido obtenida una tasa de respuesta de l57,18%, lo que corresponde a un total de 374 muestras obtenidas, suponiendo un error de muestreo de 3,32%. Los resultados obtenidos después de la investigación han dictado, con respecto al ruido en el lugar de trabajo, que entre un total de 374 encuestados, 115 individuos aseguran que el ruido perturba el lugar de trabajo. Las Escuelas con más evidencia de este factor son la ESA, la SEE y la ESTiG. Se ha concluido aún que no están disponibles apoyos estables para los pies. La investigación aplicada demostró que más de la mitad de los empleados, el 55,1%, mostró su preocupación por esta realidad. Entre los riesgos se destacan dos más relevantes para los profesionales que utilizan el ordenador: i) el riesgo físico, que puede causar daños del oído, falta de concentración o déficit en el desempeño; ii) el riesgo ergonómico, que conduce a diversos tipos de lesiones musculo-esqueléticas. La aplicación de medidas de gestión estratégica a nivel ergonómico, así como las recomendación es en la prevención y sensibilización dentro de la gestión de la organización, puede revertir en acciones para promover la calidad en el trabajo. Esta observación se ve reforzada por la fiabilidad de los resultados de la investigación.
Occupational hazards are considered as a relevant problem in the workplaces with computers or other equipment with display screens. This subject needs further study, since the continuous prevention contributes to a successful performance at the workplace. This study aims to describe the incidence/prevalence of occupational risks to which practitioners whose activity requires the use of computer equipment are exposed. The object of the study focuses in gathering different information on employees, teachers and administrative personal among the five Schools of Polytechnic Institute of Bragança (IPB). The data collection process was adapted from the checklist applied to workplaces with screen displays, as defined by the Authority for Working Conditions (AWC). The survey questionnaire was distributed to 654 professionals from IPB, yielding a response rate of 57.18%, which corresponds to a total of 374 obtained samples, assuming a sampling error of 3.32%. The obtained results show that 115 individuals, from a total of 374 respondents, ensure that noise disturbs the workplace. The school units with more evidence of this occurrence were ESA, ESE and ESTiG. The absence of stable feet supports for the employees was also verified. The conducted survey showed that more than half of IPB employees, 55.1%, stated their concern about this fact. Among the detected risks, two were highlighted as the most relevant for professionals using the computer: i) physical risk, which can cause hearing damage, lack of concentration or deficit in work performance; ii) ergonomic risk, which leads to various types of musculoskeletal injuries. The implementation of strategic management measures regarding ergonomic requirements, as well as preventive recommendations and the awareness at the organization management level, may revert in actions able to promote proper occupational conditions. This observation is reinforced by there liability of the survey results.
URI: http://hdl.handle.net/10198/11916
Designação: Mestrado em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão Pública
Aparece nas colecções:GO - Gestão das Organizações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Signalda de Sousa Neto.pdf1,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.