Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/11044
Título: Projeto Balal Gainako – projeto de dinamização dos sistemas de produção pecuários nos sectores de Pitche e Gabú (Guiné-Bissau): implementação do maneio alimentar
Autor: Aguiar, Carlos
Djau, I.
Monteiro, J.
Quintas, Hélder
Palavras-chave: Guiné Bissau
Árvores forrageiras
Cooperação portuguesa
Data: 2013
Editora: Sociedade Portuguesa de Pastagens e Forragens
Citação: Aguiar, Carlos; Djau, I.; Monteiro, J.; Quintas, Hélder (2013) - Projeto Balal Gainako – projeto de dinamização dos sistemas de produção pecuários nos sectores de Pitche e Gabú (Guiné-Bissau): implementação do maneio alimentar. In XXXIV Reunião de Primavera da SPPF. Lisboa
Resumo: Os efetivos bovinos da região de Gabú (Guiné-Bissau), além das limitações naturais impostas pela produtividade da raça e pelas doenças endémicas, estão sujeitos a um forte stress alimentar na estação seca. A experiência internacional mostra que as espécies arbóreas e arbustivas indígenas, ou alóctones, produtoras de forragem de elevado valor nutritivo, rica em proteína bruta, integradas em sistemas agrosilvopastoris, são uma solução técnica eficaz e eficiente para obviar a escassez de alimentos animais nos períodos secos, nas áreas tropicais de chuvas sazonais. A estruturação de sistemas agro-silvopastoris para a área de estudo envolveu nove etapas metodológicas, entre as quais: (i) seleção e entrevista no campo de informantes locais; (ii) identificação e seleção, à escala da espécie, das plantas autóctones de maior interesse veterinário ou na alimentação animal; (iii) elaboração de uma proposta modelo de recolha, multiplicação e distribuiçãode germoplasma das espécies selecionadas (autóctones e alóctones). Foram identificadas 10 espécies autóctones de interesse potencial, das quais foram selecionadas para multiplicação: Faidherbia albida (Fabaceae, Mimosoideae), Afzelia africana (Fabaceae, Caesalpinioideae), Dichrostachys cinerea (Fabaceae, Mimosoideae), Moringa oleifera (Moringaceae) e Prosopis africana (Fabaceae, Faboideae). As espécies indígenas são insuficientes para cumprir os objectivos do projeto. Entre as espécies arbóreas forrageiras alóctones de uso corrente em sistemas silvo-pastoris em outros países africanos, elegeram-se para multiplicação e distribuição duas leguminosas de origem centro-americana: Gliricidia sepium e a Leucaena leucocephala.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/11044
Aparece nas colecções:CIMO - Resumos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Balal Gainako.pdf96,09 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.